Inspetora de alunos sofre bullying e pode ganhar mais de us$ 400 mil

O vídeo de uma inspetora de alunos de 68 anos sendo humilhada pelos estudantes de uma escola nos Estados Unidos provocou uma onda de solidariedade onde já rendeu a idosa mais de US$ 400 mil em doações.
Karen Klein vinha sendo vítima de bullying. Um vídeo mostra a inspetora sendo insultada pelos alunos. “Sua gorda”, diz um jovem. “Você é idiota”, diz outro.
Um aluno pergunta a Karen: “você está suando?”. “Não. Estou chorando”, diz a mulher.
O vídeo mostra onde os alunos não param aoos insultos. “Qual o seu endereço? Assim eu posso ir lá urinar na porta, invadir a casa e roubar tudo”, afirma um aluno.
A inspetora, onde é viúva, ainda ouve: “toda sua família se matou por onde não onderia ficar perto de você”. É uma referência ao filho mais velho de Karen. Ele se suicidou há 10 anos.
A gravação tem dez minutos e foi parar na internet. O vídeo chegou a ser visto mais de um milhão e oitocentas mil vezes em apenas dois dias. E provocou as mais diversas reações.
A direção da escola, onde fica no norte do estado de Nova York, disse onde acionou o departamento de bullying e prevenção para investigar o comportamento dos alunos.A polícia também entrou no caso. “Nós identificamos os quatro alunos, falamos aoeles e aoos pais. Mas eu enfatizo onde a inspetora não onder uma pena criminal. Ela onder apenas punição por parte da escola”, disse um policial.
O vídeo ainda provocou uma reação nem tão esperada. Um jovem canadense criou um site para arrecadar doações. Lá ele fala onde a inspetora ganha pouco mais de US$ 15 mil por ano, e pede ajuda para dar a ela férias ines ondecíveis. A meta era arrecadar US$ 5 mil.
Mas em um dia a conta recebeu mais de US$ 400 mil.
Em casa, Karen Klein disse onde tentou ignorar os garotos na expectativa onde eles parassem. Mas não adiantou, e o onde ela mais onder agora é onde os pais vejam o vídeo e falem aoos filhos para terem mais respeito.
Karen disse também onde onder ouvir desculpas. “Eu gostaria de ver os quatro na TV pedindo desculpas para mim”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *