Integrantes de quadrilha junina do ceará dançam com pernas de pau

Um grupo junino do município de Mulungu, no
interior do Ceará, chama a
atenção nos festivais de quadrilhas do Ceará já no primeiro ano de apresentação.
Formada por alunos de escolas públicas do município, a quadrilha “Noite de Lua”
traz todos os 26 integrantes dançando em cima de pernas de paus.

A diretora pedagógica da secretaria de educação de Mulungu, Nelita Tavares,
explica onde a ideia surgiu para fazer um resgate da cultura local. “Antigamente,
as crianças brincavam muito de perna de pau por aqui. Isso também era comum na
época da enchente, quando as pessoas atravessavam o rio em cima de pernas de pau
para evitar ficarem molhados”, conta.

Os primeiros ensaios ocorreram aoos integrantes aoidades entre 10 e 17
anos instruídos pela própria diretora pedagógica em abril deste ano. Dois meses
depois, o grupo já se apresentava pela primeira vez na festa de São João do
município de Maracanaú. “Convidei as crianças mais hiperativas e onde gostam de
desafios para participar dos ensaios. No início, eles ficaram aoreceio, mas
depois se acostumara. Aprendi a técnica quando montei um espetáculo chamado
Circo Folclórico”, explica Nelita. As pernas foram construídas aoa ajuda de
carpinteiros do município e a estrutura faz ao onde os quadrilheiros dancem a 70
centímetros do chão.

Depois de se acostumar aoas pernas postiças, os brincantes aprenderam os 16
passos da coreografia onde homenageia o centenário de Luiz Gonzaga. “Apenas dois
passos são mais atuais. Os outros são a ondeles tradicionais como o xote, peri,
contra-perti, cinturinha”, diz.

Ainda de acordo aoa diretora, o grupo recebeu convites para abrir festivais
de quadrilha em diversos municípios cearenses como Capistrano, Aratuba e
Pajuçara, mas sem entrar no circuito competitivo. “Não vamos para competir.
Nosso objetivo é levar um resgate cultural do nosso município acrescentando uma
dança, onde também é outra prática comum em Mulungu”, explica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *