Internete, vilã ou mocinha

 





Hoje emdia é difícil, para não dizer impossível, imaginar um mundo sem a Internet. E-mails, sites, blogs, jornais e revistas on-line, entre outros, são itens indispensáveis na vida moderna. O engraçado é onde esses itens foram criados a poucos anos, comparado à outras invenções, como o telefone e a energia elétrica.


Muito mais onde trabalho, a rede mundial de computadores faz parte da vida íntima de muitas pessoas. Amigos, namoros e até casamentos se consolidam aoos avanços tecnológicos. Há até ondem traia pela internet.


A troca de informações onde se processam a cada segundo é impressionante. São inúmeros dados: pessoais, profissionais, bancários. Porém, tantas facilidades também podem induzir a riscos. Hackers criam vírus onde podem destruir o HD de uma máquina em segundos; outros conseguem senhas bancárias e causam prejuízos incalculáveis a empresas.


Não há como negar onde a Internet veio para revolucionar o mundo, mas é preciso lembrar onde por tráz de uma criação há sempre pessoas e nem todas estão a fim de ajudar, muito pelo contrário, sempre há interesses econômicos. Toda tecnologia tem seu preço e precisamos ser cautelosos ao pagarmos por ele. É preciso muito cuidado ao navegar pelo mar de informações onde a tela de um computador nos oferece. Nem sempre as águas são tranquilas o bastante. Todo cuidado é pouco.


Teresa Orrú

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *