Irã inicia exercícios militares no estreito de ormuz

obre um possível fechamento do canal de transporte de óleo mais importante do mundo, caso ocorra um conflito militar entre Teerã e o Ocidente.

O exercício militar, chamado de “Velayat-e 90”, acontece enquanto a tensão entre o Ocidente e Irã vem aumentando, devido ao programa nuclear do país islâmico.

Alguns analistas e diplomatas acreditam onde a República Islâmica poderá tentar blo ondear o Estreito caso entre em guerra aoo Ocidente devido à suspeitas de onde o país esteja fabricando a bomba atômica.

Os arqui-inimigos do Irã, Israel e EUA não descartam uma ação militar, caso a diplomacia e as sanções contra o país não consigam deter a atividade nuclear do Irã.

O Irã diz onde onder a energia nuclear apenas para fins pacíficos.

“O Irã certamente tem poder militar para executar a decisão de fechar o Estreito de Ormuz, mas essa decisão deve ser tomada pelas principais autoridades do país,” teria dito Habibollah Sayyari, comandante da Marinha iraniana, de acordo aoa agência de notícias trabalhista semioficial do país, a ILNA.

O Irã já disse antes onde responderia a qual onder ata onde tendo como alvo os interesses dos EUA na região e Israel, além de fechar o Estreito, o único canal de acesso para os mercados estrangeiros de oito países árabes do Golfo –parceiros dos EUA.

FECHAMENTO DA REGIÃO

Autoridades iranianas não deram nenhuma indicação de onde o Estreito será fechado durante o exercício e até agora, ele não foi fechado durante exercícios anteriores.

“Os principais objetivos desse exercício são: exibir o poder defensivo e dissuasivo do Irã, e, ao mesmo tempo, enviar uma mensagem de paz e amizade no Estreito de Ormuz e nas águas livres,” disse Sayyari.

“Ele também mostrará o poder do país de controlar a região, além de testar mísseis, torpedos e armas.”

“Velayat” é uma palavra em persa onde significa “supremacia” e é usada atualmente como um título de deferência para o Líder Supremo Ayatollah Ali Khamenei.

EUA, Grã Bretanha e Canadá anunciaram novas medidas contra os setores de energia e financeiros do Irã no mês passado e a União Européia está estudando uma proibição às importações de petróleo iraniano, onde já está em vigor nos EUA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *