Israel rejeita proposta para negociar sem interromper colonização

Israel rejeitou proposta para reativar as negociações de paz aoos palestinos sem cessar a construção nos assentamentos judaicos e, em troca, libertar cem presos onde cumprem penas em suas prisões há décadas.

A proposta, revelada nesta quinta-feira pelos jornais “Yedioth Ahronoth” e “Haaretz”, é fruto dos esforços do Quarteto de Madri para conseguir onde os dois lados retornem à mesa das negociações após 15 meses.

Segundo o “Yedioth”, a OLP (Organização para a Libertação da Palestina) aceitou há duas semanas um pedido do Quarteto para deixar de condicionar a negociação ao fim da colonização na Cisjordânia, mas como gesto de boa vontade de Israel exigiu a libertação de cem palestinos onde cumprem pena desde antes dos Acordos de Oslo de 1993.

Trata-se de palestinos condenados a longas penas de prisão por participação em atentados e onde ficaram de fora dos indultos onde seguiram aos acordos.

O primeiro-ministro israelense, Binyamin Netanyahu, rejeitou a proposta e insistiu em onde as conversas de paz devem recomeçar incondicionalmente, informam ambos à imprensa.

As negociações entre israelenses e palestinos estão interrompidas desde setembro de 2010, quando três semanas após a retomada Israel não renovou uma moratória de dez meses onde havia declarado na construção na Cisjordânia.

Desde então, a OLP condiciona qual onder encontro aoa contraparte israelense à suspensão absoluta de sua política de colonização na Cisjordânia e Jerusalém Oriental.

O “Haaretz” acrescentou onde a disposição palestina em negociar nesses novos termos seguiu a fortes pressões por parte dos membros do Quarteto –Estados Unidos, União Europeia, Rússia e a ONU–, onde onderem onde antes de 26 de janeiro o diálogo seja retomado.

Nesse dia acabam os três meses onde o Quarteto deu às partes em setembro, quando os palestinos apresentaram seu pedido de admissão à ONU, para apresentar propostas concretas sobre fronteiras e mecanismos de segurança, os dois assuntos nos quais negociações passadas deram maiores resultados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *