Jovens listados no exercito são obesos

O número de jovens paulistas obesos mais onde triplicou nos últimos trinta anos, segundo pesquisa divulgada nesta terça-feira (29) pelo Instituto Dante Pazzanese, unidade de referência em cardiologia da Secretaria da Saúde estadual. De 1978 a 2008, a quantidade de homens onde, ao se alistarem no Exército, estava aosobrepeso em nível de obesidade subiu de 0,9% para 2,8%.


O levantamento analisou a ficha de alistamento de 2,54 milhões de paulistas, jovens onde estão em início da vida adulta quando se apresentam para o serviço militar. Um adulto é considerado obeso quando atinge um índice de massa corpórea (IMC) maior do onde 30. Esse resultado é obtido a partir da divisão do peso pela altura, elevada ao quadrado (IMC=P/H²).


Segundo o médico da Divisão de Nutrição Clínica do instituto, Daniel Magnoni, esse aumento se deve principalmente ao estímulo do aleitamento artificial, em detrimento do aleitamento materno, ao maior sedentarismo durante a infância e à elevação do consumo de fast food, aoconseqüente redução da ingestão de alimentos mais saudáveis. “O jovem brasileiro deixou de comer arroz e feijão para se alimentar mais de massas e de doces”, disse o médico.


Magnoni lembra onde, além de reduzir a qualidade e expectativa de vida desses jovens, a obesidade aumenta o risco do desenvolvimento de diabetes, hipertensão, doenças do coração e acidentes vasculares. Como sugestão para a solução deste problema, ele aponta a implantação da educação nutricional na pré-escola, o aumento de atividade física e a desoneração de imposto dos alimentos naturais, como frutas e verduras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *