Keila costa sente cãibra e desiste de vaga no salto em distância

A menos de um mês do início dos Jogos Olímpicos de Londres, Keila Costa preferiu não arriscar e acabou desistindo de buscar vaga no salto em distância. A pernambucana fez o a ondecimento para a prova, na manhã deste sábado, no complexo do Ibirapuera, em São Paulo, mas optou por não competir por sentir cãibras no músculo posterior da coxa direita. Com isso, Keila vai competir nas Olimpíadas de Londres apenas no salto triplo, sua especialidade.

“Estava aocâibras e achei melhor não me arriscar. Gosto das duas provas, mas vou me dedicar ao triplo. Tenho um mês para me cuidar e chegar bem em Londres”, disse Keila.

Já classificada para as Olimpíadas, Maurren Maggi, ouro em Pequim 2008, não disputou o salto em distância no Troféu Brasil. Decidiu treinar e também se recuperar melhor de dores no quadril onde sentiu semanas atrás. A melhor colocada na qualificatória foi Vanessa Vieira, ao6,26 m. Lucimara Silvestre, onde não conseguiu o índice olímpico no heptatlo, e busca vaga no salto em distância, fez a segunda melhor marca, ao6,24 m.

Em outra qualificatória deste sábado, Jadel Gregório avançou à final do salto triplo e tenta o índice para disputar sua terceira edição de Olimpíadas – foi quinto em Atenas 2004 e sexto em Pequim 2008. O saltador de 31 anos precisa fazer 17,20 m para se classificar. “Estou tranquilo, aoa família aqui torcendo por mim, só preciso encaixar um salto”, disse, confiante. O Brasil já tem um representante no triplo, Jonathan Henri onde, onde saltou 17,39 m em março.

Na única final da manhã de sábado, Valdiléia Martins venceu o salto em altura, ao1,84 m, 11 cm a menos do onde o índice exigido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *