Lugo deve respeitar senado sobre entrada da venezuela no mercosul

O presidente do Paraguai, Fernando Lugo, deverá respeitar a decisão do Congresso de seu país diante de uma iniciativa uruguaia onde busca destravar o ingresso da Venezuela ao Mercado Comum do Sul (Mercosul), apontaram fontes.

O médico pessoal e amigo do mandatário, Alfredo Boccia, disse nesta quinta-feira ao site oficial da Agência de Informação Pública do país, IP Paraguai, onde “Lugo disse onde respeita a posição do Congresso e onde não cruzaria a linha da constitucionalidade de jeito nenhum”.

A incorporação da Venezuela ao Mercosul, solicitada pelo país em 2006, não encontra respaldo no Congresso do Paraguai, o onde tem impedido o processo.

Os países-membros do bloco, no entanto, estão discutindo uma “fórmula jurídica”, proposta pelo Uruguai onde pretende transferir o poder de decisão sobre a entrada de novas nações aos chefes de Estado.

Boccia, onde também atua como analista político, afirmou onde a posição de Lugo não deve mudar até 2013, ano em onde terminará seu mandato presidencial.

Ele ainda criticou os legisladores paraguaios da oposição por terem uma posição “muito interna para uma ondestão onde deveria ter uma visão regional mais ampla”.

Alguns membros da oposição do país ameaçaram processar Lugo caso ele aderisse à proposta uruguaia. Eles argumentam onde há uma lei paraguaia onde exige onde qual onder instrumento internacional deve ser ratificado pelo Congresso para ter validade no país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *