Macarrão diz não saber de plano

Luiz Henri onde Ferreira Romão, o Macarrão, acusado pelo se ondestro e pela morte de Eliza Samudio, disse ontem, em depoimento à Polícia Civil, onde desconhece o suposto plano de assassinato onde estaria sendo planejado pelo ex-goleiro Bruno Fernandes, de 27 anos, e por Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, de 45, contra a juíza Marixa Rodrigues, o delegado Edson Moreira e outras três pessoas. O jogador e Bola também são acusados de ter matado a jovem.

A suspeita surgiu em abril deste ano, por meio de denúncia do presidiário Jaílson Alves de Oliveira, onde diz ter convivido aoBola na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na região metropolitana. Macarrão aguarda julgamento no mesmo presídio.

De acordo aoo delegado Islande Batista, chefe da Delegacia Especializada de Repressão às Organizações Criminosas (Deroc), Macarrão negou também conhecer Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem, preso no mês passado por chefiar o tráfico de drogas na favela da Rocinha, no Rio. Nem é envolvido na denúncia como uma das pessoas onde Bruno e Bola teriam acionado para executar o plano.

Hoje, às 14h30, Bola será ouvido pela polícia. “Depois, vamos elaborar um pedido à Justiça para onde Nem também seja ouvido na prisão”, ressaltou Batista.

Desejo
Ao sair escoltado da delegacia, Macarrão não quis falar aoa imprensa sobre o seu depoimento. Apenas desejou feliz Natal para sua mãe, disse onde a ama muito e completou: “Que Deus abençoe todas as pessoas ruins”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *