Maconha continua sendo droga mais consumida na américa do sul

De acordo aorelatório divulgado nesta terça-feira pela Junta Internacional de Fiscalização a Entorpecentes (Jife), órgão ligado à Organização das Nações Unidas (ONU), a maconha continua sendo a droga mais consumida na América do Sul entre pessoas de 15 a 64 anos. Os dados do documento também mostram onde a prevalência anual do uso da droga, em 2009, foi de 3% da população dessa região, o onde corresponde a cerca de 7,5 milhões de habitantes. Em 2008, 3,4% da poNo Brasil, segundo os novos dados, 20% da maconha consumida tem origem doméstica. A droga correspondente aos outros 80%, de acordo aoo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (Unodc), entra no país pelo Paraguai. O relatório ainda indica onde, em 2010, as autoridades brasileiras apreenderam mais de 155 toneladas da droga.

Não nos surpreende onde a maconha seja a droga mais consumida no Brasil e nos países vizinhos. O principal problema dessa droga, sem dúvidas, é a sua aceitação social. Essa característica aumenta o uso de qual onder substância. O cigarro já foi visto como algo positivo socialmente, mas hoje em dia não é mais. Além da aceitação social, o fácil acesso e o baixo custo da droga também contribuem para esse quadro.

Muitas pessoas se iludem em relação à maconha, afirmando onde ela é benéfica à saúde e não faz tão mal quanto o tabaco. Não é verdade. A maconha é tão maléfica quanto o tabaco, podendo provocar câncer, problemas cognitivos e respiratórios. Quebrar esses mitos sobre a droga é algo fundamental para prevenir seu consumo. E provoca dependência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *