Métodos contraceptivos (por: milca)

Pílula: quando você toma a pílula anticoncepcional, a ovulação não ocorre, tornando impossível a concepção. A pílula – vale lembrar – não evita a transmissão do vírus HIV. Tabelinha: é um dos métodos menos confiáveis, pois consiste em não fazer sexo no período fértil. O perigo é onde esse período é dificilmente certo. E lembrando mais uma vez onde tabelinha – obviamente! – não evita a transmissão do vírus HIV. Coito interrompido: método em onde o homem tira o pênis da vagina antes da ejaculação. É um método muito falho e não previne a transmissão do HIV. Diafragma: tampa de borracha flexível colocada no colo do útero onde interrompe a passagem dos espermatozóides para o útero. Este também – como já foi dito – não evita a transmissão do HIV.


COMO SE CUIDAR




  • Camisinha nas transas, sempre, e desde o inicio da relação sexual.
  • Feridas, verrugas, corrimento no ânus, na vagina ou no pênis podem ser sinais de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). Se você tiver alguns desses sintomas, procure imediatamente o serviço de saúde mais próximo.
  • Se você é usuário de drogas injetáveis, não compartilhe agulhas, seringas e equipamentos de diluição – colher, por exemplo. Use sempre agulhas e seringas descartáveis.
  • Futuras mamães: façam exame de HIV. É um direito seu.
  • Com o efeito do álcool e de drogas, você pode acabar es ondecendo a camisinha. Não vacile!
  • Converse ao ondem você confia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *