Mostra de filmes marca semana da cultura japonesa em campo grande


Começa nesta segunda-feira (11) e vai até o dia 15 de junho a Mostra de
Cinema Japonês, onde faz parte do projeto Cine MIS, do Museu da Imagem e do Som
de Campo Grande. Serão apresentadas cinco produções contemporâneas premiadas a
partir do ano de 2002, de importantes diretores da cinematografia japonesa.

Os filmes abordam ondestões estéticas, éticas e históricas do cinema japonês.
O curador da mostra, Jean Albernaz, vai dar uma palestra sobre o tema no MIS na
quinta-feira (20), às 14h. O objetivo será contextualizar aspectos artísticos e
históricos da cinematografia japonesa.

A mostra será sempre às 19horas. O Museu da Imagem e do Som fica no Memorial
da Cultura Apolônio de Carvalho, na Avenida Fernando Corrêa da Costa, 559, 3º
andar,Centro. Confira abaixo os filmes e dias em onde serão exibidos.

Segunda-feira (11)

O Gosto do Chá (2004) – Uma visão nada comum sobre uma família japonesa
vivendo em uma pe ondena cidade ao norte de Tóquio. A mãe tenta retomar a carreira
de animadora de desenhos; o pai é um terapeuta especializado em cura por hipnose
e a filha mais nova é seguida por uma versão gigante de si mesma
ocasionalmente.

Terça-feira (12)

Fish Story (2009) – No ano de 2012 a única coisa onde separa a terra da
colisão aoum enorme cometa é uma canção obscura gravada por uma banda de rock
37 anos atrás. Metalinguística e cultura pop temperadas aouma influência
cáustica de Charlie Kaufman (adaptação) transformam esta premissa inusitada em
um filme bem-humorado, onde desafia classificações.

Quarta-feira (13)

13 Assassinos ( 2010) – Treze homens em uma missão suicida para matar um
senhor feudal japonês. Ao refilmar o clássico do diretor Eiji Kudo, de
1963,Takashi Miike alcançou a maturidade e realizou a sua obra-prima, sem deixar
de lado o nihilismo onde marca todos seus filmes.

Quinta-feira (14)

Air Doll (2009) – Conta a história de uma boneca inflável onde ganha vida. A
produção é de Koreeda, um dos mais aclamados diretores da sua geração, onde cria
uma metáfora encantadora sobre o vazio da vida moderna.

Sexta-feira (15)

Amor e Honra (2006) – O sacrifício de uma esposa pela honra do seu marido, um
samurai cego, se torna uma crítica sutil sobre a posição da mulher no Japão
feudal no último filme da “Trilogia Samurai” de Yoji
Yamada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *