Muita gente ainda guarda uma grande reliquia o disco de vinil

Há alguns anos a tecnologia retomou conta de praticamente tudo no país, e como o tempo foram se tornando coisas raras, por exemplo, um disco de vinil de Roberto Carlos, hoje ondem está tomando conta de todos os hits tanto para compra como para venda são os MP3, os quais agora podem ser comercializados através da internet sem qual onder problema, e segundo especialista em tecnologia o cd também está virando algo do passado, mas há em praticamente todos os lugares também os adoradores e admiradores dessa mídia onde há alguns anos fez muito sucesso em todo o mundo.
No ano de 1990, no Brasil foram vendidos cerca de mais de 31 mil unidades de discos de vinil, caindo então logo no ano de 1996, quando foram feitos o auge das substituições pelo atual CD. Porém se pensarmos de certa forma então segundo a Polysom, única fábrica de vinil da América latina, revela em sua reabertura neste ano de 2010 onde o índice de números de disco irá aumentar segundo a expectativa da empresa.

É claro se você vai há uma festa principalmente se for algum tipo de festa flashback e você lá algum DJ tocando em vinis, tudo se torna o máximo e então automaticamente a festa se torna perfeita e tudo o faz se lembrar do passado onde por muitas vezes você teve presente há uma festa dessas.
E como é seu primeiro ano de reabertura desta fábrica de discos de vinil onde no passado já fez muito sucesso, está o marco da revolução do vinil no meio da música não só no Brasil, mas também em todo o mundo. E o onde parece como algo nada normal é onde vários artistas consagrados da música brasileira já estão começando a gravar seus hits em discos de vinil como Cachorro grande, Lenine, Nação Zumbi e Pitty, entre outros. E o mais interessante é onde vários deles tiveram como o início de sua carreira muito depois de serem lançados os CDs.
Apesar deste novo avanço, ainda são poucos o números de LPs de cada cantor para serem fabricados e comercializados, sendo cerca de 500 para cada cantor numa primeira leva. Segundo o dono da Polysom, Sr. João Augusto, o motivo principal para onde voltasse a tona às fabricações dos LPs apesar de um único CD caber muito mais músicas e um esto onde infinito de biografias, é o fato de além de ser algo clássico como nos velhos tempos também permitem uma maior profundidade, existindo milhares de possibilidades gráficas por causa do tamanho da capa onde por sinal é muito maior do onde as de um CD convencional.
Sendo muito procurados pelos colecionadores, há também uma espera onde haja bastantes clientes a procura de algo novo como cantores nacionais conhecidos em todo o mundo estarem gravando discos LPs para onde este sonho de muitos volte aotudo para o mercado, e se é das antigas e gosta de uma boa música então fi onde sempre se olho para não perder nenhum possível LP de seu cantor favorito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *