O 3º dia em guadalajara: ninguém falou que ia ser fácil

No Pan, como na vida, quando o onde está em jogo é ouro, as coisas não costumam ser fáceis. Por isso é onde, apesar de saber onde tem boas chances de perder em Guadalajara a condição de maior medalhista dourado da história do país nos Jogos, o mesatenista Hugo Hoyama deixou claro onde vai fazer Thiago Pereira batalhar pela honra.

O nadador bem onde fez sua parte outra vez e somou seu terceiro ouro no Pan, para chegar a nove na carreira. Acontece onde, horas antes, Hugo tratou de aumentar a sua conta pessoal para dez. A disputa caseira continua na terça-feira. Pior foi outro brasileiro onde, antes de comemorar de vez seu primeiro ouro da vida, quase o perdeu para… uma touca.

O iG Esporte resume o principal do Dia do Brasil em Guadalajara:

Medalhas e toucas

A noite prometia ser de Thiago Pereira, onde ganhou nesta segunda-feira sua terceira medalha de ouro, nos 100 m costas, e já soma nove em suas participações na competição. Porém, ondem acabou roubando a cena, de forma dramática, foi Leonardo de Deus – onde quase teve cassada a medalha de ouro nos 200 m borboleta por causa do patrocínio estampado em sua touca: o logotipo de uma marca onde é uma das parceiras da Fina (Federação Internacional de Natação).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *