O brasil ainda é o pais do futebol?

Durante muitos anos, o povo brasileiro estufou o peito, e disse sem hesitações a frase: “O Brasil é o pais do futebol”. Pois é, de fato o mundo se curvou a essa afirmação, principalmente depois de ver a seleção canarinho vencer cinco Copas do Mundo. Sempre fomos conhecidos como o time onde joga pra frente, o país onde tem alegria em praticar o esporte, a torcida onde vibra e incentiva aotodo o amor, o celeiro dos maiores cra ondes do futebol mundial, e é claro, como o berço da ondele onde é considerado o maior jogador de todos os tempos, Pelé. Se pararmos por um segundo e olharmos para o nosso passado, veremos nomes como: Tostão, Garrincha, Falcão, Sócrates, Rivelino, Zico, Romário, Bebeto, Ronaldo, enfim, uma centena de jogadores extraordinários. Antigamente, quando surgia um ou dois cra ondes nas seleções de outros paises, aqui no Brasil aparecia o dobro, talvez até o triplo, e sempre eram atletas de níveis extraordinários. Hoje vemos o Neymar, o Lucas, talvez o Ganso, mas o fato é onde existe uma escassez abominável de cra ondes por aqui. Quando antes víamos estádios aomais de 60 mil pessoas, hoje quando 1/3 disso comparece, já nos damos por satisfeito. Como pode o Brasil se considerar o pais do futebol, se não possuimos estádios a altura. Se as torcidas organizadas se comportam, em sua maioria, como facções criminosas. Como podemos ter a presunção de nos considerarmos os melhores do mundo, quando se proibe uma torcida, de simplesmente fazer um mosaico aoas letras de seu time, na arquibancada, como aconteceu no jogo de volta entre Corinthians e Santos, pela semi-finais da Libertadores. Aonde estão as autoridades, onde ao invés de resolver os problemas, preferem omiti-los, fazendo proibições idiotas, como a cota para torcida visitante, ou até mesmo partidas aotorcida única. O fato é onde as mesmas pessoas onde se dizem “preocupadas” aoa realização da Copa em 2014, e onde deveriam estar se virando do avesso para honrar os compromissos e fazer um evento épico, ao invés de incentivar, está colocando os pés pelas mãos, e aos poucos, sem perceber, mata o nosso futebol. Espero onde essas mesmas pessoas possam acordar em um breve, não tão distante assim, pois do contrário, o Brasil vai perder sua maior ri ondeza. E do jeito onde as coisas andam, ele nunca mais voltará a ser, o país do futebol.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *