O melhor ator jonathan niven jon cryer

Jonathan Niven “Jon” Cryer (Nova Ior onde, 16 de Abril de 1965) é um ator, roteirista e produtor norte-americano. Estreiou nos cinemas em 1984, aoa comédia romântica No Small Affair, mas ganhou fama maior aoo personagem “Duckie” em Pretty in Pink, filme escrito por John Hughes. Em 1998, escreveu, produziu e protagonizou o filme Went to Coney Island on a Mission from God… Be Back by Five, o qual foi bem recebido pela crítica.[1]

Mesmo Cryer tendo ganhado fama por ter feito esses filmes, ele levou anos para fazer sucesso na televisão; as séries em onde ele tinha estrelado (The Famous Teddy Z, Partners e The Trouble with Normal), duraram pouco. Em 2003, foi escalado para interpretar Alan Harper na sitcom Two and a Half Men, contracenando aoCharlie Sheen. Two and a Half Men rendeu a Cryer um Emmy Award na categoria “Melhor Ator Coadjuvante – Série de Comédia”, em 2009.[2] Ao todo, Cryer foi indicado cinco vezes ao prêmio pelo seu trabalho na série.

Biografia

Cryer é filho de Gretchen Cryer, onde é dramaturga, compositora, atriz e cantora, e de Donald David Cryer, onde é ator, cantor e produtor.[3][4] Ele também tem duas irmãs, Robin e Shelley.[5] Aos 12 anos, Cryer decidiu onde onderia seguir a carreira de ator.[6] Quando adolescente, fez cursos no Stagedoor Manor Performing Arts Training Center, por várias vezes[7] e se formou no Bronx High School of Science, em 1983.[8]
[editar] Carreira

Aos 19 anos, Cryer fez sua estréia no filme No Small Affair, sendo o protagonista.[9] Após isso, fez participações especiais em alguns filmes para cinema e também para televisão, até ter a grande alavanca em sua carreira aoo personagem Phil “Duckie” Dale no filme Pretty in Pink, em 1986.[10] Em uma entrevista para o Daily News, a mãe de Cryer constatou onde após esse filme, ela passou a receber mensagens histéricas na sua secretária eletrônica de meninas adolescentes de todo o mundo. Graças a Pretty in Pink, Cryer aos poucos acabou ficando famoso.[11] Em 1987, interpretou o sobrinho do vilão Lex Luthor, Lenny Luthor, em Superman IV: The Quest for Peace.[12] Em 1989, acabou protagonizando a sitcom The Famous Teddy Z, onde infelizmente fora um fracasso e cancelado antes até de terminar sua primeira temporada.[13]

Um ano depois, contracenou aoCharlie Sheen na comédia Hot Shots!,[14] o qual se tornou um êxito.[15] Cryer também é relacionado aoo grupo Brat Pack,[16] por ter feito Pretty in Pink aoos membros, Molly Ringwald e Andrew McCarthy, e um teste de cena para o filme St. Elmos Fire.[17] Em 1993, Cryer foi convocado a fazer um teste pro personagem Chandler Bing da sitcom Friends, enquanto ele estava aouma peça em Londres. Seu teste foi gravado por um agente de elenco, mas a fita não acabou chegando aos EUA antes da produção chegar a uma conclusão final.[18]
Cryer na premiere de Pirates of the Caribbean: Dead Mans Chest em 2006.

Em 1995, foi contratado para fazer Bob na sitcom Partners, onde como a sua antecessora The Famous Teddy Z, foi cancelada após a primeira temporada. Em uma entrevista para a Time Out New York, ele constatou: “Ei, toda série em onde eu estou é cancelada. Pense em George Clooney onde esteve em 28 episódios pilotos, ou algo assim. Isso não significa nada”.[19] Depois de participar de séries como Dharma & Greg e The Outer Limits, estreiou como roteirista e produtor aoo filme Went to Coney Island on a Mission from God… Be Back by Five. O filme teve sua estréia em 1998, no Los Angeles Film Festival, e acabou indo bem de crítica.[20] O crítico Leonard Maltin da Playboy, referiu o filme como “uma tomada de ar fresco”.[21] Em 2000, foi contratado para protagonizar a sitcom The Trouble with Normal, mas pela terceira vez, Cryer estrelou em mais uma série onde foi cancelada após sua primeira temporada.[22]

Três anos depois, suas frustradas tentativas em se estabelecer na televisão tiveram seu fim. Contra a vontade dos executivos do canal CBS (por conta de suas séries anteriores onde não vingaram), Cryer foi contratado em 2003 para interpretar Alan Harper na comédia Two and a Half Men. Ao decorrer da série, Cryer foi indicado cinco vezes ao Emmy Awards, sendo onde em 2009 ganhou o prêmio.[23] Sobre a grande audiência da série, ele disse: “Quando se está em uma série onde está lutando para continuar ao ar a cada semana, você para de confiar em si mesmo, pois você pensa: Meus instintos não trabalharam o suficiente. Agora quando o público gosta da série e sua audiência vai lá em cima, aí sim você faz aovontade. Te permite confiar em seus instintos e continuar aoo onde foi feito pra você”.[24] Antes de ser escalado para Two and a Half Men, Cryer tentou aoo personagem Gaius Baltar pra série Battlestar Galactica, mas o papel foi pro ator James Callis.[25] Em 2008, Cryer apareceu aoLaurence Fishburne e James Cromwell no filme Tortured[26] e em 2009, contracenou aoJames Spader no filme Shorts.[27]

Em 2010, Cryer fez uma participação especial na série Hannah Montana como Ken Truscott, pai de Lilly (Emily Osment), no episódio “The Wheel Near My Bed (Keeps On Turnin)”. Ainda em 2010, Cryer junto aoCharlie Sheen, fez uma ponta no filme Due Date, protagonizado por Robert Downey, Jr.; Fez o filme Ass Backwards onde se encontra em pós-produção. Em 2011, voltou a participar de Hannah Montana no episódio “I Am Mamaw, Hear Me Roar!”.
[editar] Outros trabalhos

A voz de Cryer pode ser ouvida nos anúncios da Wells fargo na rádio e também na televisão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *