O que é efeito estufa?













O Efeito


 
 



O nome acima é o que se dá ao efeito estufa no idioma inglês, sendo este artigo a seqüência do anterior, “Tsunami”, onde se comentou o terrível maremoto de assolou a Ásia e a já tão sofrida África. A conta dos mortos subiu para 21.000, ao invés dos 11.000 da primeira contagem. E dizíamos que este pavoroso episódio nos remetia ao efeito estufa, cuja diminuição será, se conseguirmos levá-la a cabo, bastante demorada Muitos  haverão de  recordar-se do justificado alarde que se fez em torno do buraco na camada de ozônio, que surtiu efeito, pois nota-se, hoje, considerável redução de sua extensão.


Bem é de ver que sua solução não exigia tão grandes sacrifícios como o combate ao efeito estufa, o qual exige diminuição nas queimadas, no desmatamento, no consumo de combustíveis fósseis, e até no metano que os ruminantes exalam.


Mas, por exemplo, o efeito estufa  tem grande influência nas ondas de calor que têm assolado a Europa. Existe um potencial carbonífero no petróleo, que é solto na atmosfera com a sua queima, o mesmo ocorrendo em relação  ao carvão, etc. É sabido que a  vegetação retira CO² da atmosfera e lhe acrescenta oxigênio, mas a sua derrubada desbalanceia este delicado equilíbrio, causando o indesejável efeito.


Para se ter uma idéia, a ciência estima que a temperatura média global deverá acrescer de 1,4 a 5,8º C até o ano de 2.100, o que não é difícil de se acreditar, dada a voracidade com que se fala em crescimento, genericamente falando, algo como 5% no Brasil, 9 % na China, e, mesmo números inferiores em países como os EUA, significam muito mais do que 5% no Brasil.


Desde os primórdios da humanidade, a temperatura da Terra jamais chegou a subir sequer o mínimo que as expectativas mais otimistas vislumbram.


O caso do efeito estufa é bastante peculiar, pois a criatividade humana achou uma maneira de ganhar dinheiro com isto, com os chamados “créditos de carbono”, onde os países que ficam abaixo da cota de emissão “vendem” certificados que dão o direto às nações que excedem seus quinhões de poluição a emitirem mais gás carbônico, etc.


Prezados leitores, que lógica há em se “economizar poluição” e vender o direito de poluir a outros? Onde se salvará o planeta desta maneira? Não é que a inventividade humana conseguiu encontrar novo meio de ganhar bilhões de dólares com os certificados de CO²?


Estamos, literalmente, brincando com fogo, e podemos dar-nos por perdidos sem a adesão dos EUA ao protocolo de Kyoto aliada a  este aparentemente absurdo mercado de créditos de carbono. Talvez este que vos escreve não tenha conseguido vislumbrar a razão dos tais créditos de CO², e meu endereço eletrônico segue abaixo, para quem melhor souber e puder me corrigir, o que antecipadamente agradeço.


Há uma simulação muito bem feita pela BBC de Londres, que mostra a situação da Terra na  melhor e na pior das hipóteses, no tocante ao aquecimento mundial. Na animação, percebe-se a mudança de coloração do planeta de acordo com a passagem do tempo (lowest like  emissions) de acordo com a possibilidade de emissões mais baixas e (highest likely emissions) a de maiores emissões de CO². Compreende o período de 1948 a 2099.


A animação vale a pena ser vista; com a ressalva de que deve ser acessada por quem tem banda larga; no acesso discado seria demorado, mas talvez não impossível. O endereço é: www.bbc.co.uk/newsa/n5ctrl/events04/sci/climate_change/simulation.ram. Para facilitar ao leitor que não domina o inglês, o pior cenário é o da esquerda, o menos ruim, o da direita. Em caso de problemas de visualização, basta escrever-me que enviarei a matéria com o vídeo por correio eletrônico.

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O que é efeito estufa?

 


 


Em geral, a poluição atmosférica aumenta a temperatura da cidade devido ao “efeito estufa”, produzido pelo gás carbônico. O dióxido de carbono (C02) exerce esse “efeito estufa” interceptando e mantendo junto à superfície a irradiação de calor. É uma ação semelhante à dos vidros de um carro exposto ao sol: eles permitem que os raios solares os atravessem, mas retêm o calor no interior do veículo, que vai ficando cada vez mais quente.

O efeito estufa consiste no aquecimento da Terra em virtude da presença, em excesso, de certos gases, tais como gás carbônico e metano, entre outros.

Esses gases funcionam como o vidro das estufas agrícolas. Deixam penetrar a luz e não deixam sair o calor, provocando o aquecimento da atmosfera, isto, é o efeito estufa.

Estudos revelam uma elevação progressista na temperatura do nosso planeta. Nos últimos 100 anos a Terra sofreu uma elevação de 0,5°C. Se a emissão de gases estufa continuar em ritmos crescentes, as conseqüências poderão comprometer seriamente a vida na Terra. Nesse caso, a principal conseqüência seria as mudanças:
– alterar o perfil dos continentes por elevação do nível dos oceanos ;
– destruir, por alagamento, centros urbanos localizados à beira-mar etc.


Tabela do Efeito Estufa

Gases Contribuição (porcentagem)
Dióxido de carbono 61%
Metano 15%
Óxidos de nitrogênio 4%
CFC 11%
outros, inclusive vapor d’água 9%

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O que é efeito estufa ?

O que é efeito estufa ?

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

o que é efeito estufa

o que é efeito estufa

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O que é?efeito estufa!

O que é?efeito estufa!

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *