O que é lente?


Lente projetando uma imagem. Repare que esta sai invertida em relação ao objeto

Lente projetando uma imagem. Repare que esta sai invertida em relação ao objeto

Lentes são instrumentos de ampla utilização, cuja intenção é desviar raios de luz. Sua forma e seu índice de refração determinarão o comportamento desta, que, em geral, é apenas determinado por seu formato, pois seu índice de refração, na grande maioria dos casos, é maior do que o ar – ambiente em que a lente geralmente está imersa.







Índice




Tipos de Lentes


Para lentes biconvexas, plano-convexas ou côncava-convexas o comportamento da luz será de convergência, portanto, estas lentes são nomeadas de “convergentes” ou “lentes de bordas finas ou delgadas”


Para lentes bicôncavas, plano côncavas ou convexo-côncavas, o comportamento da luz será de divergência, portanto, estas lentes são nomeadas de “divergentes” ou “lentes de bordas grossas ou espessas”


Caso a lente esteja imersa em um ambiente cujo índice de refração é maior que o seu próprio, o comportamento será o inverso, ou seja: lentes divergentes convergirão os raios de luz, e lentes convergentes divergirão os raios de luz.


Estes instrumentos possuem enormes aplicações no cotidiano. Doenças visuais como hipermetropia e miopia são anuladas pelo uso de lentes específicas.



Estudo Analítico



  • Referencial de Gauss: o eixo das abscissas tem a mesma direção do EP (eixo principal) e sentido contrário da luz incidente para objetos e a favor da luz incidente para imagens.

1 – p é a distância do objeto ao vértice (abscissa do objeto) e p1 a distância da imagem ao vértice (abscissa da imagem), então se:



  • p > 0..Objeto Real
  • p1 > 0..Imagem Real
  • p1 < 0..Imagem Virtual

2- f é a distância focal e R é o raio de curvatura, então temos que:



  • Lente convergente… f>0, R>0
  • Lente divergente…. f<0, R<0

3- o é a altura do objeto (ordenada do objeto) e i a altura da imagem (ordenada da imagem), então temos que:



  • o e icom sinais iguais…. imagem direita em relação ao objeto
  • o e i com sinais opostos… imagem invertida em relação ao objeto


Erros refrativos


Hipermetropia geralmente é causada por um leve achatamento horizontal no globo ocular – tornando-o maior no eixo vertical. Portanto, imagens projetadas por objetos muito próximos, formar-se-ão atrás da retina. Este caso é corrigido com o uso de uma lente convergente, que “fechará” os raios de luz, trazendo a convergência da imagem em direção à frente do olho, formando-a corretamente em cima da retina.


Miopia, ao contrário de hipermetropia, é causada na maioria dos casos, por um achatamento vertical no globo ocular – tornando-o maior no eixo horizontal. Com isso, as imagens projetadas por objetos muito distantes convergir-se-ão antes da retina. Aqui, o uso de uma lente divergente faz-se necessário, para “abrir” os raios de luz, movendo o ponto de convergência luminosa mais em direção à retina, formando a imagem em cima desta.


Astigmatismo é um caso de irregularidade na córnea, causando imperfeição na propagação dos raios luminosos. Este caso é corrigido com um tipo diferente de lente, as CILÍNDRICAS.


Presbiopia, também conhecida como “visão cansada” ou “doença do braço curto”, geralmente ataca pessoas acima dos quarenta (40) anos. A demasiada utilização do cristalino – lente convergente natural do olho – causa um endurecimento – ou “calcificação” – deste, impedindo uma adaptação perfeita das necessidades do olho à requisição do sistema nervoso. Neste caso, são utilizadas lentes multifocais, ou, em extremos, substituição do cristalino por uma lente de acrílico.


O “grau” da lente – corretamente nomeado de DIOPTRIA, ou DI – é conseguido através da diferença de curvatura da parte interna com sua parte externa.

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *