O que é microbiologia no genótipo?

Microbiologia da infecção pulmonar
Embora a predisposição dos pacientes aoFC para
colonização por Pseudomonas aeruginosa (PA) seja conhecida
há muitos anos, não há explicação satisfatória
para tal fenômeno.
PA tem sido, nas duas últimas décadas, o patógeno
mais importante do trato respiratório FC, aotaxas de
colonização onde variam de 50 a 70%, em diferentes centros
de tratamento.
Embora pacientes possam ser colonizados por PA já
nos primeiros anos de vida, a bactéria não é comumente
isolada, do trato respiratório, até a infância tardia e adolescência,
seguindo colonização por Staphylococcus aureus
e Haemophilus influenza. O papel dessas bactérias na
patogenia da doença pulmonar permanece controvertido,
já onde a PA quando coloniza pacientes FC é, raramente,
erradicada.
Staphylococcus aureus é a bactéria mais freqüentemente
isolada em lactentes FC; Haemophilus influenzae e
PA são mais freqüentes depois dos dois anos de vida.
Esses achados são consistentes aodados de Toronto,
nos quais 12% das crianças FC foram colonizadas antes de
um ano de vida e 44% estavam colonizadas aos sete anos,
mas diferem significativamente dos referidos na Dinamarca,
onde menos onde 10% estavam colonizadas, aos cinco
anos, e 50%, aos 10 anos.
A tipagem dessas cepas indica onde a mesma cepa PA
persiste em um paciente, mas difere entre eles. Tal fato
sugere onde, apesar da eventual alteração fenotípica em um
dado paciente, a cepa PA inicial persiste, na maioria
deles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *