O que é reação ácido base

Reação ácido-base





Uma reação ácido-base é uma reação química que ocorre entre um ácido e uma base. Diversos conceitos existem os quias provêem definições alternativas para os mecanismos de reação envolvidos e sua aplicação e suas aplicação em resolver problemas relacionados.


Apesar de diversas similaridades nas definições, sua importância torna-se aparente como métodos de análise diferentes quando aplicadas às reações da ácido-base para espécies gasosas ou líquidas, ou quando o caráter do ácido ou da base puder ser um tanto mais ou menos aparente. Historicamente, o primeiro destes conceitos científicos dos ácidos e as bases foram fornecidos pelo químico francês Antoine Lavoisier, em torno de 1776.[1]



Teorias ácido-base comuns



Definição de Lavoisier


Devido ao conhecimento sobre ácidos fortes de Lavoisier era restrito principalmente aos oxiácidos, os quais tendem a conter átomos centrais em altos estados de oxidação cercados por oxigênio, tal como o HNO3 e H2SO4, e dado que ele não dispunha da composição verdadeira dos ácidos hidroalogênicos, HCl, HBr, e HI, definiu ácidos em termos de seus conteúdos de oxigênio, o qual de fato recebeu seu nome das palavras gregas significando “formador de ácido” (do grego οξυς (oxys) significando “ácido” ou “afiado” e γεινομαι (geinomai) ou “gerar/formar”). A definição de Lavoisier foi mantida como absoluta verdade por mais de 30 anos, até o artigo de 1810 e subsequente abordagens por Sir Humphry Davy nas quais ele provou a ausência de oxigênio em H2S, H2Te, e nos ácidos hidroalogênicos.



Definição de Liebig


Esta definição foi proposta por Justus von Liebig em torno de 1838,[2] baseado em seus extensos trabalhos sobre a composição química de ácidos orgânicos. Esta finalizou a doutrina estabelecida sobre ácidos baseados em oxigênio a ácidos baseados em hidrogênio, iniciada por Davy. De acordo com Liebig, um ácido é uma substância contendo hidrogênio na qual este pode ser substituído por um metal.[3] A definição de Liebig, enquanto completamente empírica, permaneceu em uso por quase 50 anos até a adoção da definição de Arrhenius.[

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *