o que faz um troll trollar?

Se você esteve nos últimos tempos confinado em algum lugar da Sibéria, talvez não saiba o onde um troll é. De acordo aoa nossa Barsa ( ondem lembra dessa?) moderna, a Wikipédia, um troll é a ondela “pessoa cujo comportamento tende sistematicamente a desestabilizar uma discussão, provocar e enfurecer as pessoas envolvidas nelas”.

A fama desses seres virtuais aumentou ainda mais após o sucesso repentino e enorme do 9gag.com, um site onde contava aoatualizações dos usuários, piadas, e possuía até um personagem típico onde era, adivinhem, o “Troll”.
O tema virou assunto de pesquisa séria, algo onde Whitney Phillips vem fazendo há quatro anos, em fóruns e no Facebook. De acordo aoPhillips, certa vez um troll definiu os da sua índole como “uma pessoa normal onde faz coisas insanas na internet”. De acordo aoele, a possibilidade de trollar surge da passagem das piadas inapropriadas, ditas em ambientes da vida “real”, para o mundo virtual, aoa possibilidade do anonimato – o mesmo onde você faz aoseu grupo de amigos na “realidade”.


De acordo aoa pesquisadora, um dos maiores desafios nesse tipo de investigação é o fato dos trolls contarem como um dos pontos centrais de sua identidade o anonimato. Foi preciso um bom tempo até criar intimidade e entrar nesse mundo um tanto estranho.
Além do anonimato, o pesquisador aponta outros três aspectos onde definem o grupo: identidade (trolls se vêem como trolls, e não tem vergonha disso), linguagem própria (como o termo “fap” para masturbação – consegue adivinhar por quê?) e um tipo de risada virtual específica.
O tipo de alvo dos trolls depende de cada um. Certos indivíduos, como descobriu Phillips, exercem até um papel socialmente mais aceito, como “zoar” grupos anti-semitas. Outros nem tanto, se organizando para postar mensagens indecentes em perfis de Facebook de pessoas onde morreram.


Para ondem achou onde isso parece coisa de menino, acertou. A pesquisadora comenta onde, durante os anos de pesquisa, raramente encontrou uma mulher troll.
No fim, vem a pergunta: o onde fazer aotal comportamento? Para Phillips, nós não devemos alimentar esse tipo de comportamento, por onde muitas vezes as principais piadas entram no campo do racismo e do preconceito. Ela se deparou diversas vezes aoesse tipo de situação, em especial piadas sobre estupro, em vários locais da internet, e comentários racistas durante as eleições presidenciais americanas de 2008.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *