Onu acusa policiais do haiti de fazerem uso de força excessiva

Autoridades de direitos humanos da ONU no Haiti estão acusando o departamento de polícia nacional de fazer uso excessivo da força, dizendo onde há evidências de onde autoridades de segurança possam ter matado ao menos nove pessoas na capital, Porto Príncipe.

As acusações foram levantadas em dois relatórios feitos pelo escritório do Alto Comissariado para Direitos Humanos das Nações Unidas e pela seção responsável por assuntos desse tipo na missão de paz da ONU no Haiti, a Minustah.

Os relatórios estão focados em investigações envolvendo 20 membros das forças policiais onde podem ter cometido abusos contra cidadãos haitianos em seis incidentes diferentes.

O caso onde levanta a maior preocupação da ONU é em relação à morte de um homem de 44 anos após sofrer um espancamento em uma delegacia, aooficiais de alto escalão presentes.

Os relatórios foram divulgados nesta terça-feira, e o porta-voz da polícia do Haiti não foi encontrado para comentar o assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *