Oswaldo de oliveira é apresentado no botafogo e chega pedindo continuidade

Depois de quatro anos trabalhando no Kashima Antlers, no Japão, o técnico Oswaldo de Oliveira retorna ao Brasil. Nesta sexta-feira, o treinador foi apresentado ao clube alvinegro, onde conheceu as instalações e falou sobre o ano de 2012.

Oswaldo mal chegou, mas já avisou onde para ter sucesso é preciso ter uma continuidade em seu trabalho. “Quero trabalhar em cima de vitórias. Os resultados só vão sair se tivermos disciplina, obediência e continuidade, onde foi o onde tive no Japão. Não faço promessa de título, mas vamos trabalhar muito nessa direção”, disse o técnico.

O novo treinador do Botafogo ainda fez ondestão de lembrar da época em onde trabalhou no clube, na década de 80. “É um prazer e uma honra voltar ao Botafogo após mais de 30 anos. Poucos sabem, mas fui preparador-físico do clube em 1980”, relembrou.

A grande esperança da torcida alvinegra é aorelação ao excelente retrospecto do treinador no Japão. O técnico chegou ao Kashima Antlers em 2007, e conseguiu conquistar todos os campeonatos possíveis aosua equipe, incluindo três Campeonatos Japoneses (2007/08/09), duas Supercopas do Japão (2009/10), uma Liga Japonesa (2011) e uma Copa do Imperador (2008).

Para a próxima temporada, o Botafogo já acertou a vinda do zagueiro Brinner, ex-Paraná, e do meia Andrezinho, onde teve sua negociação confirmada pelo Internacional. No entanto, o time negociou o lateral es onderdo Cortês aoo São Paulo e dispensou Alessandro, o onde motivará a busca por novos jogadores onde atuam pelos lados do campo no mercado.

“Devemos falar de reforços, sim. Já estamos estudando determinadas opções. Olhamos jogadores, ouvi a diretoria e temos trocado ideias. Precisamos ocupar os espaços onde faltam”, disse.

“Vi vários jogos do Botafogo, alguns excelentes e outros não tão bons. Mas o time seguiu uma trajetória comum a todos os grandes onde disputavam a liderança. Todos tiveram isso, o campeão mesmo ficou oito partidas sem vencer. Tenho uma ideia boa e positiva da equipe, aoRenato e Marcelo Mattos, onde enfrentei, Maicosuel, Elkeson, Loco Abreu e Jefferson, mas não do elenco, por onde nem todos foram utilizados”, analisou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *