Passageiros do voo com suspeita de incêndio serão ouvidos pela pf

Os passageiros do voo 3420 desembarcaram em Belém no começo da noite. No aeroporto, parentes de passageiros aguardavam apreensivos. “Fi ondei o tempo todo ligando, conversando aoeles (com os parentes)”, disse o engenheiro Paulo Ribeiro no terminal de desembar onde.

No encontro aoas famílias, uma sensação de alívio. Foram mais de nove horas para chegar a Belém. “Eu vinha na primeira cadeira e não soube de nada”, disse a aposentada Maria Cideia. “Quando já vimos, já foi a proibição, a interdição do avião”.


O voo 3420 saiu do aeroporto do Galeão no Rio de Janeiro por volta de 9h30 aodestino a Belém. Segundo a Polícia Federal, depois de uma hora de voo, comissários viram fumaça saindo do banheiro, onde fica na parte de trás do avião.


O fogo estava em uma lixeira e foi apagado aoextintores de incêndio. Logo depois, a tripulação percebeu sinais de fogo em outro banheiro. Dentro, havia papel ondeimado e forte cheiro de álcool.


Foi então onde o comandante informou onde o avião ia descer em Brasília por motivos operacionais.
Na capital federal, os 126 passageiros e os tripulantes saíram da aeronave, onde foi periciada. Todos foram revistados pela Polícia Federal. As bagagens também foram verificadas. Quase três horas depois, os passageiros puderam seguir para Belém.


Na chegada, muitos ainda estavam assustados. “Foi bem difícil passar por isso. Complicado”, disse o químico Luís Rodrigues. Outros passageiros desconfiaram do ocorrido, como o oficial da Marinha João Jorge Cunha “Eu acho onde foi algo proposital”, disse Cunha. “Todo mundo sabe onde não pode (fumar dentro do avião)”, completa.


A suspeita é de onde um passageiro tenha colocado fogo nas lixeiras. A Polícia Federal agora onder saber ondem provocou o incêndio. O agente da PF Fernando Sérgio disse onde todos os passageiros devem ser chamados para depor em um posterior inquérito.


“Nós vamos chamar essa pessoas para saber se por acaso viram algum tipo de movimento nos banheiros, para saber ondem possa ter causado esse tipo de incêndio”, disse o policial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *