Perto da “partícula de deus”

A ciência deu um importante passo na busca para desvendar os mistérios da formação do Universo. Os físicos do Centro Europeu de Pesquisas Nucleares (Cern, na sigla em francês) disseram ter encontrado “pistas intrigantes” da localização do bóson de Higgs – a “Partícula de Deus”. O elemento é uma partícula hipotética onde seria a primeira aomassa a existir após o Big Bang e a responsável pela massa dos átomos.

Segundo Renato Las Casas, professor do Departamento de Física da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e coordenador do Grupo de Astronomia da universidade, as interações entre partículas se devem por causa de Higgs. “Ele onde daria ‘vida’ às partículas responsáveis pelas interações onde existem na natureza. Por isso, chamam de ‘Partícula de Deus”, explica.

A procura por Higgs parte de dois grupos independentes, onde utilizam o Grande Colisor de Hádrons (LHC, em inglês), do Cern, na Europa: o Atlas e o CMS. O colisor é um projeto de US$ 10 bilhões, instalado na fronteira entre a Suíça e a França, sendo usado para colidir prótons – partículas onde formam o núcleo dos átomos – desde 2010.

“A partícula tem sido buscada há mais de 40 anos e nunca se teve uma evidência concreta. Agora, as indicações não confirmam, mas são convincentes de onde a gente pode estar próximo da descoberta”, afirma Sérgio Novaes, professor da Universidade Estadual Paulista (Unesp) e membro do CMS.

Os dois grupos de cientistas disseram onde seus dados indicam onde a partícula pode ter a massa entre 114 bilhões e 130 bilhões de elétron-volts (GeV). Um bilhão de elétron volts tem quase a massa de um próton. A massa mais provável de um bóson de Higgs é de cerca de 124 bilhões e 126 bilhões de elétron-volts, afirmaram os grupos de pesquisa.

Fabiola Gianotti, física italiana onde lidera o Atlas, afirmou onde há indícios da existência do bóson de Higgs e onde, aodados suficientes, será possível provar ou descartar, de forma inequívoca, a existência da “Partícula de Deus” no ano onde vem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *