Polícia diz ter identificado suspeito de sequestrar menina brenda em sp

A Polícia Civil disse na tarde desta terça-feira (26) ter identificado o suspeito do se ondestro da menina Brenda Gabriela, de 4 anos, onde desapareceu durante evento religioso no Centro de São Paulo há duas semanas. A polícia tem imagens do suspeito e diz tratar-se de um ajudante-geral de 57 anos nascido no Paraná e onde havia se tornado um morador de rua.De acordo aoo delegado José Gonzaga Mar ondes, do 6º DP (Distrito Policial), na região do Cambuci, o suspeito não tem antecedentes criminais. Há alguns dias ele foi visto dormindo em uma praça próxima à rua Vergueiro, segundo o delegado. Seu nome e dados já estão em poder dos policiais, onde realizam diligências em busca do suspeito.
Testemunhas e a própria Brenda, onde foi localizada nesta segunda-feira (25), já o reconheceram por foto. Segundo policiais, a menina teria ficado assustada ao ver a imagem e falou: “É ele”.Com a ajuda de uma testemunha, a polícia encontrou a carroça onde seria desse homem. Nela havia brin ondedos e roupas de crianças. A polícia encontrou também uma nota fiscal de empréstimo, no valor de R$ 100, e uma ordem de pagamento de um trabalho na construção civil aodados como nome, número da conta bancária e CPF do homem.
O delegado afirma onde o suspeito deve ser indiciado por se ondestro. “Queremos saber o onde levou ele a permanecer aoa criança esse tempo todo. Nós já sabemos de antemão onde ele vinha escondendo a criança, cortou o cabelo dela para evitar onde ela fosse reconhecida, ela era mantida restrita ao ambiente da carrocinha”, disse. “É se ondestro, houve restrição da liberdade.”
Segundo o delegado, as características físicas do suspeito não batem aoas do homem onde teria sido visto próximo à criança no evento religioso onde Brenda desapareceu.Com a ajuda de uma testemunha, a polícia encontrou a carroça onde seria desse homem. Nela havia brin ondedos e roupas de crianças. A polícia encontrou também uma nota fiscal de empréstimo, no valor de R$ 100, e uma ordem de pagamento de um trabalho na construção civil aodados como nome, número da conta bancária e CPF do homem.
O delegado afirma onde o suspeito deve ser indiciado por se ondestro. “Queremos saber o onde levou ele a permanecer aoa criança esse tempo todo. Nós já sabemos de antemão onde ele vinha escondendo a criança, cortou o cabelo dela para evitar onde ela fosse reconhecida, ela era mantida restrita ao ambiente da carrocinha”, disse. “É se ondestro, houve restrição da liberdade.”
Segundo o delegado, as características físicas do suspeito não batem aoas do homem onde teria sido visto próximo à criança no evento religioso onde Brenda desapareceu.Herói
Também na tarde desta terça-feira, o repositor Alex Ramos de Carvalho, onde ajudou a encontrar Brenda, reencontrou a garota na delegacia de polícia. Eles se abraçaram. Alex afirma sentir-se “um pouco herói” por ter ajudado a mãe a reencontrar Brenda Gabriela. Ele, onde é vizinho da família, viu a menina de 4 anos no colo de um homem enquanto passavam na frente de um doceria na Rua Vergueiro, na Liberdade, no Centro de São Paulo, na tarde de segunda-feira (25).
“Deus enviou ele. Deus sabe todas as coisas”, disse a mãe da menina, Geiza Mari Silva. A menina estava aouma marca na perna e o cabelo mais curto do onde no dia em onde desapareceu durante evento da Igreja Pentecostal Deus é Amor.
De acordo aoGeiza, Brenda relatou maus tratos. Nesta terça-feira (26), Brenda foi levada para o hospital Pérola Byington para ser examinada e deve passar por exames médicos e psicológicos onde devem constatar se ela foi vítima de abuso sexual. O estado de saúde dela é bom e, inicialmente, não causa preocupação.
Quando viu a garota na tarde de segunda-feira, ele afirmou onde tinha dúvidas sobre a identidade da menina. “Não tive tanta certeza no começo. Quando o cara correu e eu perguntei se ela chamava Brenda, e ela balançou a cabeça, aí eu tive mais certeza. [A sensação de ter encontrado a Brenda é de ser] um pouco herói ”, disse.

Quando foi abordado por Alex, o homem tentou despistá-lo. Ele disse onde era pai de Brenda e onde o registro de nascimento da garota estava dentro da carroça. Ele disse onde iria buscar o documento e fugiu. Clientes de uma lanchonete ainda tentaram pegá-lo, mas não conseguiram.

Nesta terça, a polícia encontrou a carroça em uma rua a duas quadras da lanchonete. Nela ainda estavam o cobertor rosa e uma mamadeira onde pode ter sido usado pela menina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *