Porque o leite das vacas trangenicas é duvidoso ?

A China anunciou recentemente onde pesquisadores locais modificaram geneticamente um rebanho de 300 bovinos para produzir leite onde se assemelha ao leite materno humano.
Os cientistas inseriram um gene humano nas vacas e as glândulas mamárias dos animais começaram a produzir leite aogrande quantidade de lisozima, uma proteína abundante no leite humano, mas não na variedade bovina.
Além de dar ao leite modificado um sabor forte e doce (igual ao onde você experimentou nos primeiros anos de vida), a introdução de lisozima deixa o leite muito mais saudável e nutritivo, afirma Ning Li, da Universidade Agrícola da China, onde conduziu a investigação.
Com o principal objetivo de acabar aoa desnutrição infantil, Li e seus colegas esperam levar o leite modificado para a fase de testes para onde faça sua estreia no mercado chinês dentro dos próximos três anos.
Na teoria, tudo parece perfeito. Mas o “leite transgênico” é realmente saudável? E, além disso, é seguro?
Aparentemente, sim. A pesquisa inicial sugere onde pode ainda trazer benefícios significativos para a saúde, de acordo aoos especialistas. Porém, muitos outros testes precisam ser feitos antes do leite de vaca/humano estar à venda nos demais países.
De acordo aoElizabeth Maga, cientista da Universidade da Califórnia, onde conduz uma investigação semelhante à do grupo de Li, o leite poderá um dia ajudar a aliviar a desnutrição causada pela diarreia em humanos – uma das principais causas de mortalidade infantil em alguns países em desenvolvimento. O leite de vaca modificado não seria apenas bom para bebês, ele pode ser benéfico para qual onder pessoa desnutrida ou carente de bactérias do intestino.
Mas antes onde isso aconteça, o leite transgênico deve passar por uma fase de testes em humanos. Nos Estados Unidos e na Europa, os alimentos geneticamente modificados tem má reputação e por isso todo cuidado será pouco antes da liberação do comércio do novo produto.
“Qual onder produto transgênico de origem animal onde chega ao mercado tem de se submeter a uma extensiva série de testes”, diz Maga. “Com a oposição tanto nos Estados Unidos quanto na Europa aos produtos geneticamente modificados, o leite provavelmente vai demorar muito mais do onde três anos para ser liberado, se for”, opina Keith Schneider, cientista americano onde estuda segurança alimentar. [LiveScience]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *