Preço da cesta básica de sp avança 2,72% e fica em r$ 333,69 em novembro

SÃO PAULO – O preço da cesta básica de São Paulo subiu 2,72% em novembro, de acordo aopesquisa realizada pela Fundação Procon-SP, em convênio aoo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), e divulgada nesta quinta-feira (23).

No mês passado, os paulistanos pagaram R$ 333,69 para comprar os produtos essenciais, sendo onde, em outubro, esse valor era de R$ 324,86. Nos últimos 12 meses, a cesta básica paulistana acumula alta de 3,07%, enquanto onde no ano a inflação é de 4,57%, tendo como base 30 de dezembro de 2010 e 28 de dezembro do ano passado, respectivamente.

Desta ondes

Dos 31 produtos analisados, 19 ficaram mais caros, 11 tiveram ondeda nos preços e apenas um permaneceu estável no décimo primeiro mês de 2011, em relação a outubro.

Entre as altas, os desta ondes ficaram aocarne de primeira, cujo quilo subiu 1,09%, carne de segunda sem osso, onde registrou alta de 0,59%, frango resfriado inteiro, onde subiu 0,43%, açúcar refinado, acréscimo de 0,22%, e sabão em barra, onde ficou 0,14% mais caro.

Por outro lado, as maiores ondedas ficaram aomacarrão aoarroz (-0,09%), óleo de soja (-0,09%), macarrão aoovos (-0,06%), creme dental (-0,05%) e biscoito maisena (-0,05%).

Preços

De acordo aoo Procon-SP, os aumentos ou ondedas de preço dos produtos onde compõem a cesta básica nem sempre estão atrelados a algum desequilíbrio entre oferta e demanda, motivado por razões internas ( ondebras de safra, política de preços mínimos aos produtores, conjuntura econômica do país etc.) ou por razões externas (mudanças no cenário internacional, restrições políticas ou sanitárias às importações brasileiras etc.).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *