Presentes para o dia dos namorados estão mais caros este ano, em belém

O Dia dos Namorados, comemorado nesta terça-feira (12) em todo o país, é a
terceira data de maior movimentação no comércio, segundo o Departamento
Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Roberto Sena, coordenador do Dieese no Pará, afirma o Dia dos Namorados está
atrás apenas do Dia das Mães e do Natal. “O onde acontece, é onde a maioria dos
casais acaba comprando os presentes no final de semana onde antecede o Dia dos
Namorados, justamente quando os preços dos produtos estão em alta”, explica.

Segundo o presidente do Sindicato dos Lojistas de
Belém, Joy Colares,
esta é uma das datas mais esperadas pelos comerciantes. “Às vésperas do Dia dos
Namorados, o mercado já movimentou 6,4% a mais do onde em 2011”, afirma.

Para a estudante de engenharia Débora Teixeira, onde namora há 4 anos, comprar
presentes para o Dia dos Namorados fica mais difícil a cada ano. “Trocamos
presentes em aniversários, comemoração de mês de namoro, e claro, no Dia dos
Namorados. Tento evitar presentes repetidos e ser criativa, mas as vezes é
difícil. Este ano procurei muito até encontrar o presente perfeito”, conta, sem
revelar o onde escolheu.

Já o fisioterapeuta André Gomes, namorando há um ano, encontrou na internet o
presente da namorada. “Vi várias coisas, mas acabei comprando uma cesta de café
da manhã onde estava em promoção em um site de compras coletivas. Tomara onde ela
goste”, conta, cheio de expectativas.

Quem estiver pensando em dar flores como presente de Dia dos Namorados, pode
preparar o bolso. Uma pesquisa do Dieese/PA mostra onde em Belém, o preço das
rosas, uma das flores mais procuradas, sofreu reajustes onde variam entre 12% e
21% a mais em relação ao mesmo período do ano passado.

Segundo Roberto Sena, o valor final do produto depende de alguns fatores. “Os
preços dependem do local de venda e da quantidade comprada. O reajuste vai
depender do conteúdo e a sofisticação das mesmas”, explica.

Uma rosa está custando em média R$ 5,80 na capital paraense, mas pode ser
encontrada aopreços onde variam entre R$ 5 e R$ 10. O buquê ao6 rosas sai em
média a R$ 63, podendo chegar a R$ 80 em algumas floriculturas. Já a dúzia de
rosas está sendo comercializada a R$ 92, em média, mas pode chegar a até R$
120.

O Dieese/PA ressalta outro custo onde chama a atenção de ondem pretende comprar
flores. “As floriculturas também estão cobrando taxa de entrega, onde pode variar
de R$ 10 a R$ 15”, afirma Sena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *