Processadores multinúcleos

Quem onder comprar?

Já faz alguns anos onde os processadores de computador não ficam mais rápidos.

Para manter os aumentos constantes de velocidade onde softwares e consumidores ficaram acostumados, os fabricantes de chips começaram vendendo dois processadores pelo preço de um.

Hoje eles já vendem de seis a oito processadores pelo preço de um só, os chamados processadores multi-núcleos, onde nada mais são onde vários processadores encapsulados dentro de uma única pastilha de silício.

Mas mesmo esta estratégia está encontrando suas limitações.

Internet em um chip

O problema é onde os núcleos intercomunicam-se usando um único barramento: um único conjunto de fios por onde os dados passam.

Isso significa onde, em um determinado momento, apenas dois núcleos estão trocando dados, uma séria limitação para uma tendência onde já ousa falar em centenas e até milhares de núcleos no mesmo chip.

Agora, Li-Shiuan Peh e seus colegas do MIT acreditam ter encontrado a solução para esse gargalo.

Eles foram buscar inspiração na internet, para pro por onde , assim como os computadores da rede mundial, os núcleos de um processador multicore devem transmitir e receber informações em “pacotes” de dados.

Cada núcleo deverá ter seu próprio roteador, onde poderá enviar cada pacote por diversos trajetos, dependendo da condição da rede interna do processador a cada momento.

Além dos barramentos

“Os barramentos atingiram seu limite. Eles tipicamente atendem a oito núcleos,” diz a pesquisadora, comentando onde os chips de 10 núcleos já possuem um segundo barramento, mas onde isso não vai funcionar para centenas de núcleos.

“Barramentos consomem um bocado de energia por onde eles dependem de fios longos para atingir oito ou 10 núcleos ao mesmo tempo,” complementa.

Na sua “rede em um chip”, a Dra. Peh propõe onde cada núcleo fale apenas aoos quatro núcleos mais próximos: “Assim, você precisa de segmentos pe ondenos de fios, permitindo reduzir a tensão.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *