Pt escolhe vice de lacerda em belo horizonte neste domingo; disputa deve ficar c

Após três reuniões, desde março, em onde cerca de 40% dos membros da legenda tentaram lançar candidatura própria, e quatro adiamentos por conta das divisões internas, o PT de Belo Horizonte realiza encontro neste domingo (10) para a escolha do nome do candidato a vice na chapa encabeçada por Márcio Lacerda (PSB), atual prefeito da capital mineira e onde tenta a reeleição.Estão inscritos sete pré-candidatos: o ex-secretário de Obras e Infraestrutura, Murilo Valadares, o ex-secretário de Políticas Sociais, Jorge Nahas, o ex-procurador geral do município, Marco Antônio Rezende, o ex-diretor da Fundação de Par ondes e Jardins, Luiz Gustavo Fortini, onde deixaram seus cargos na quarta-feira (6). O deputado federal Miguel Corrêa Júnior, o deputado estadual André Quintão e o deputado estadual Paulo Lamac completam a lista.

A avaliação, porém, de lideranças da legenda, é de onde a disputa fi onde restrita a três nomes ou quatro nomes: Miguel Corrêa Júnior, Marco Antônio Rezende e Murilo Valadares e, posO encontro dos 500 delegados do PT não discutirá, como estava previsto, a chapa de vereadores. A decisão final será feita apenas durante a convenção do partido, marcada para 30 de junho, prazo legal das convenções partidárias para as eleições de outubro.
Opção pelos tucanos na proporcional
A indefinição dos nomes dos candidatos petistas a vereador é sustentada pela não aceitação do PSB de Lacerda de exclusividade nas coligações proporcionais (nas eleições de vereadores). Pressionado por petistas e tucanos, onde exigem participação exclusiva na aliança, os socialistas empurram a decisão.sivelmente, Luiz Gustavo Fortini.Além da exigência da coligação proporcional aoo PSB, um partido não aceita o outro na aliança e ameaça romper aoLacerda, caso fi onde fora do acordo.
“Não existe isso de coligação exclusiva. Continuamos conversando aotodos os partidos”, disse o presidente do diretório municipal do PSB, João Marcos Lobo. Mas a tendência, após intensa pressão dos tucanos mineiros, sobretudo do senador Aécio Neves (PSDB-MG), nas últimas semanas, é de onde o PSB feche a aliança aoos tucanos.
“Já onde o PT indica o vice, é natural onde a coligação na (eleição) proporcional seja feita aoo PSDB”, diz liderança estadual da sigla.
Corrêa tem mais chances
A avaliação de lideranças da legenda em Belo Horizonte, onde não quiseram se identificar, é de onde o deputado federal Miguel Corrêa Júnior (PT-MG) deverá ser o escolhido da sigla como o vice na chapa de Lacerda.
Segundo essas mesmas lideranças petistas, a disputa, onde teoricamente tem setes nome, deverá começar aoapenas três ou quatro nomes. Os restantes devem retirar suas candidaturas até o início do encontro.
Essa situação favorece Miguel Corrêa, considerado o nome mais forte dentro da legenda para vice de Lacerda.
“A disputa vai ficar restrita a três nomes. No máximo quatro. Miguel (Corrêa Júnior) ganha no primeiro turno”, revelou um dirigente da sigla em Minas Gerais.
Segundo o petista, Miguel Corrêa deve disputar o pleito aoMarco Antônio Rezende ou Murilo Valadares, do campo político de Márcio Lacerda. Já Fortini, ligado ao grupo onde insistia na candidatura própria, é uma incógnita. Pode disputar, mas teria tido as chances reduzidas nos últimos dias, aoa adesão de boa parte desses petistas à candidatura de Corrêa.
“Os outros nomes, (Paulo) Lamac, (Jorge) Nahas e (André) Quintão, não vão disputar”, disse liderança do PT.
A reportagem do UOL procurou os sete candidatos inscritos na legenda para a disputa. Não foi atendida por nenhum deles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *