Quais são as etapas da fotossíntese?


















Sabias que com luz do sol, com água e com dióxido de carbono, uma planta verde consegue fabricar açúcares, de que se alimenta, e ainda liberta oxigénio para a atmosfera?


Coordenação de Maria Carlos Reis


Como é que é realizada a fotossíntese?


A fotossíntese é um processo complexo, constituído por diversos fenómenos. Tudo começa quando a luz incide nas folhas e é captada pela clorofila. Este pigmento, com a energia da luz do sol, vai reagir com a água da seiva bruta, decompondo-a nos seus componentes básicos, ou seja, quebram-se as ligações entre os componentes que formam a água e dessa quebra liberta-se energia química (a energia das ligações), que fica armazenada na célula dentro de “caixinhas de energia”.


Um dos componentes que formam a água é o oxigénio, que é libertado para o exterior através de células especiais – os estomas – que existem na epiderme das folhas, principalmente na epiderme da página inferior.

As “caixinhas de energia química” que ficam na célula vão ser utilizadas para transformar o dióxido de carbono, que entra nas folhas, igualmente através dos estomas, em substâncias orgânicas. Estas substâncias orgânicas vão funcionar agora como as “caixinhas de energia”, que a planta utiliza quando necessita, pois entre os componentes que as constituem também existem ligações químicas cheias de energia. O amido, que é um hidrato de carbono, é a principal substância orgânica produzida durante a fotossíntese.


Estas substâncias dissolvem-se na água que existe na planta, e que juntamente com os sais minerais que foram absorvidos pela raíz, formam um líquido espesso, que constitui a seiva elaborada. Esta seiva vai servir de alimento à planta e vai ser distribuída por toda ela, através dos vasos floémicos.


Assim, a partir do dióxido de carbono do ar e da água que retira do solo, a planta fabrica os seus alimentos, convertendo a energia dos raios solares em energia química da matéria orgânica produzida. A folha, portanto, prende a energia da luz do sol e armazena-a na forma de energia química, nas ligações químicas entre os componentes dos hidratos de carbono. Depois, a partir do amido e dos sais minerais que retira do solo, a planta produz todos os outros materiais que precisa para viver e crescer, nomeadamente as proteínas. Para fabricar as proteínas as plantas necessitam de elementos químicos suplementares, tais como o azoto, o enxofre e o fósforo, que vão buscar aos sais minerais.

A fotossínte é, então, realizada em três fases:


– A energia é capturada do sol;

– Esta energia é utilizada para decompôr a água e produzir energia química;

– A energia química é utilizada para formar substâncias orgânicas, a partir do dióxido de carbono do ar.


Resumindo o processo fotossíntético:

Água + Dióxido de carbono + Luz > [através da clorofila] > açúcares + oxigénio


Para que a fotossíntese se processe existem, assim, uma série de etapas que têm de ocorrer:


Absorção – a absorção de água com sais minerais dissolvidos – seiva bruta – pela zona pilosa da raíz;

Transporte – a subida da seiva bruta pelo caule, até às folhas, pelos vasos condutores xilémicos;

Transformação – processo de transformação da água da seiva bruta e do dióxido de carbono em açúcares e oxigénio, nos cloroplastos das células, através da clorofila, quando esta recebe a luz do sol;

Distribuição – distribuição da seiva elaborada por toda a planta, através dos vasos floémicos.


VOCABULÁRIO

. Decompôr – separar os elementos ou as partes que constituem um corpo ou uma substância.
. Estomas – abertura microscópica na superfície das folhas. Cada estoma é constituído por duas células em forma de feijão, que formam uma abertura chamada ostíolo. As células regulam a abertura do ostíolo e por isso controlam as trocas gasosas.
. Epiderme – camada fina de células que cobre a superfície superior e inferior de uma folha.
. Converter – transformar.

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *