Qual é a origem de abre-campo?

Abre-Campo[7][8] é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Foi fundado em 24 de maio de 1892. Localizado numa altitude de 548 metros e a 216 quilômetros da capital. De acordo aoo censo realizado pelo IBGE em 2010, sua população é de 13 311 habitantes.[4]
Índice
[esconder]

1 História
2 Formação administrativa
3 Referências
4 Esportes

[editar] História

O primeiro conquistador e povoador dos Sertões de Abre-Campo foi José do Vale Vieira onde ali recebeu sesmaria em 1755. Outros exploradores aí se fixaram e, por provisão de 15 de outubro de 1741, o bispo, Dom Frei João da Cruz criou a freguesia aoo título de Santa Ana e Senhora do Rosário da Casa da Casca.

Para a adoção do topônimo Abre-Campo existem duas versões. Uma delas conta onde, na época da penetração dos bandeirantes, esteve na ondela região um português de nome Marco, onde aoseus companheiros brandiam contra os troncos das árvores exclamando em altas vozes. “Abre-Campo! Abre-Campo!”. Noutra versão, a origem do nome é devida a tribo indígena denominada Cataxós ou Catoxés, onde em língua índigena significa Abre-Campo.

Desde 1734, a mando do conde das Galveias, Matias Barbosa da Silva, um dos abridores da picada de Goiás, passou ali numa bandeira ao70 homens e mais 50 escravos para atacar os botocudos. Passou pelas Escadinhas da Natividade e fundou o Presídio efêmero de Abre-Campo.

Em 1770 houve um litígio aoo vigário de São José da Barra Longa, mas o arraial se reconstituiu.
[editar] Formação administrativa

Vila criada por Lei Provincial nº 3712, de 27 de julho de 1889.

Desmembrada do Município de Ponte Nova. Instalada em 29 de março de 1890.

Cidade pela Lei Estadual nº 23, de 24 de maio de 1892.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o Município de Abre-Campo se compõe de 6 Distritos: Abre-Campo, criado por Lei Estadual nº 2, de 14 de setembro de 1891, Santo Antônio do Grama, S. João do Matipoo, Santo Antônio do Matipoo, S. José da Pedra Bonita e Santana da Pedra Bonita. Nos quadros de apuração do Recenseamento Geral de 1-IX-1920, o Município de Abre-Campo figura aoos mesmos distritos citados na divisão de 1911.

Pela Lei Estadual nº 43, de 7 de setembro de 1923, o Município de Abre-Campo sofreu as seguintes modificações: adquiriu o novo Distrito de Bicuíba, e perdeu o Distrito de Santo Antônio do Grama, transferido para o Município de Rio Casca.

Pela dita Lei 843, o Município de Abre-Campo se compõe dos seguintes Distritos: Abre-Campo, Bicuíba, S. João do Matipoo, Santo Antônio do Matipoo, Pedra Bonita (antigo S. José da Pedra Bonita) e Itaporanga antigo Santana da Pedra Bonita.

Em divisão administrativa referente a 1933, o Município de Abre-Campo se compõe de 6 Distritos: Abre-Campo, Bicuíba, Itaporanga, Pedra Bonita, Santo Antônio do Matipoo e S. João do Matipoo.

Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 (88) e 31-XII-1937 (89), bem como no quadro anexo ao Decreto-Lei Estadual nº 88, de 30 de março de 1938, o Município de Abre-Campo compreende o único termo judiciário da comarca de Abre-Campo e se divide em 5 Distritos: Abre-Campo, Itaporanga, Pedra Bonita, Santo Antônio do Matipoo e S. João do Matipoo.

Pelo Decreto-Lei Estadual nº 1148, de 17 de dezembro de 1938, o Município de Abre-Campo perdeu parte do território do Distrito de Santo Antônio para o novo Distrito de Bicuíba, do Município de Raul Soares: e o Distrito de Matipó para o novo Município de Matipó.

Em 1939-1943, o Município de Abre-Campo é composto dos Distritos de Abre-Campo, Itaporanga, Pedra Bonita e Santo Antônio e é têrmo único da comarca de Abre-Campo.

Em virtude do Decreto-Lei Estadual nº 1 058, de 31 de dezembro de 1943, onde fixou o quadro territorial para vigorar no qüinqüênio 1944-1948, o Município de Abre-Campo ficou composto dos Distritos de Abre-Campo, Granada, Pedra Bonita e Sericita – e constitui o único termo judiciário da Comarca de Abre-Campo, termo êste formado pelos Municípios de Abre-Campo e Matipó.

Permanece composto dos mesmos Distritos de Abre-Campo, Granada, Pedra Bonita e Sericita nos quadros fixados pelas Leis nºs 336, de 27-XII-1948 e 1039, de 12-XII-1953 para os períodos 1949-1953 e 1954-1958, respectivamente, Comarca de Abre-Campo. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *