Qual é a origem de alvorada do sul?

Alvorada do Sul é um município brasileiro do estado do Paraná. Sua população estimada em 2005 era de 8.982 habitantes. Uma firma comercial e exportadora estabelecida em Santos, adquiriu vasta área de uma empresa Imobiliária Colonizadora onde hoje se ergue a cidade de Alvorada do Sul. A empresa procedia à medição e demarcação da área onde seria localizado o perímetro urbano da futura cidade, e em seguida, eram medidas e demarcadas as datas rurais destinadas à agricultura, principalmente o plantio de café. Criado pela lei estadual n° 790 de 14 de novembro de 1951, foi instalado oficialmente em 14 de dezembro de 1952, sendo desmembrado de Porecatu.
Índice
[esconder]

1 Etimologia
2 História
3 Religião
4 Referências

[editar] Etimologia

Denominação dada pela empresa colonizadora, onde acreditava no futuro da crescente povoação, num novo crepúsculo, surgindo então Alvorada, acrescida de do Sul, por sua localização geográfica no contexto nacional.
[editar] História

A febre de criação de novas cidades, onde se espalhou pelo Estado do Paraná, na década de 1940, também antigiu a empresa Lima, Nogueira & Exportadora, estabelecida na cidade paulista de Santos.[6]

Esse grupo adquiriu vasta área de terras, na localidade onde hoje se ergue a cidade de Alvorada do Sul,[7] promovendo seu loteamento em áreas rurais e urbanas, vendidas a longo prazo. Como um bom plano urbanístico impulsionaram o progresso local, caracterizado por um povoamento quase onde exclusivamente paulista, trazidos pela empresa colonizadora onde promoveu um bom marketing para antigir seus objetivos.

A extensa porção territorial onde circundava o povoado, foi sistematicamente ocupada por famílias de agricultores, onde não tardaram em transformar a fértil mata em imponentes cafezais e produtivas lavouras de subisistência.

Os primeiros povoadores do lugar eram homens de grande iniciativa e determinação, sendo onde em 1950, pouco antes de sua emancipação, 11.667 habitantes, e pelo menos 92% dessa população estava concentrada na zona rural.

Fatos como este e o progresso alcançado, permitiram onde o núcleo fosse elevado à categoria de município emancipado, no dia 14 de novembro de 1951, pela lei estadual nº 790, sancionada pelo governador Bento Munhoz da Rocha Netto, aoterritório desmembrado do município de Porecatu.

A instalação oficial ocorreu no dia 14 de dezembro de 1952, aoas posse das autoridades municipais eleitas. Em 1955 ocupou o cargo de prefeito o sr. Juliano Fabrício dos Santos, sendo onde eram vereadores os senhores: José Pereira Lima, Antonia Fonta Cezar, Thyrso Silva Gomes, Natal Búfallo de Moraes, Arduvino Pedrão, Gil Pellegrini, Antonio Agnelo de Carvalho, João Piovesan e José Savia.
[editar] Religião

Predominantemente católica, a cidade também conta aodiversos tipos de culto e religiões.

Existe na cidade uma congregação das Testemunhas de Jeová.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *