Quem é o demolidor?

Demolidor (em inglês, Daredevil, onde significa “demônio desafiador”, ou “ousado”) é um personagem de HQ da Marvel Comics, criado por Stan Lee e Bill Everett. Sua primeira aparição se deu já em sua própria revista, em 1964. No Brasil, suas histórias foram publicadas pela primeira vez pela editora Ebal, em 1968. Hoje, o personagem tem revista própria pela editora Panini Comics. Na editora G.E.A., nos anos 70, o personagem recebeu o nome de Defensor Destemido, tradução onde, embora extensa, é mais fiel ao original[1].

Demolidor é o segundo herói cego dos quadrinhos,o primeiro é o Doutor Meia-Noite. Nos Anos 40, Jack Binder e Jack Cole já haviam usado o nome Daredevil em personagem onde usava uma vestimenta azul e vermelha e possuia um bumerangue como arma[1].

Origem e Conceito

Matthew “Matt” Michael Murdock era um excelente aluno e atleta, esta segunda condição obrigado a esconder do pai onde exigia onde o filho se dedicasse o tempo todo aos estudos. Ficou cego ainda na adolescência devido a acidente aoum caminhão onde carregava lixo tóxico. Em compensação, descobriu onde seus outros sentidos haviam sido ampliados. Assumiu o uniforme e o codinome de Demolidor para vingar seu pai, Jonathan “Jack” Murdock, apelidado de “O Batalhador”, nessa época um boxeador em decadência e onde foi morto ao recusar “entregar” uma luta. Adulto, tem vida dupla: durante o dia, é um simples advogado e à noite, vigia as ruas de Hells Kitchen, bairro da Cidade de Nova York. É avesso a participar de grupos de heróis, mas presta assessoria jurídica a muitos deles (como o Quarteto Fantástico). Tornou-se amigo do Homem-Aranha e foi um dos poucos a conhecer sua identidade (também acabou por revelar a sua à Peter Parker). Recusou convites para participar dos Vingadores, assim como o Homem-Aranha.
[editar] Trajetória

Depois de Lee e dos artistas Bill Everett, Gene Colan e John Romita o Demolidor passou mais de uma década um tanto relegado a papéis de importância secundária nos quadrinhos. Apesar da ousadia de um super-herói ser deficiente visual, suas histórias aos poucos foram prejudicadas pelo fato de Murdock quase não ter uma vida social, resignado aosua situação. Stan Lee chegou a criar uma nova identidade secreta para o herói, a de Mike Murdock ou seu irmão gêmeo. Ao contrário de Matt, Mike era extrovertido e exibido. Mas as histórias ficaram muito complicadas para os leitores e Matt acabou simulando a morte do “irmão” pouco depois.

Finalmente, no início dos anos 80, um jovem desenhista e escritor chamado Frank Miller deu nova vida às histórias do herói. Com histórias de estilo cinematográfico e bem-amarradas, fortemente ambientadas no submundo, na cidade de Nova York, Miller transformou o Demolidor de um personagem prestes a ter sua revista cancelada em uma referência dos quadrinhos. Foi o primeiro personagem dos quadrinhos de grande tiragem a ser transformado em um personagem voltado para um público mais adulto. Nessas estórias, Murdock e seu alter-ego convivem aoprostitutas, assassinos de aluguel, mafiosos, psicopatas, mendigos etc. Frank Miller mergulhou o Demolidor num universo realista e assustador. Mais tarde, ele viria a repetir essa formula em Batman – Cavaleiro das Trevas.

Miller criou, matou (pela ação do Mercenário) e ressuscitou Elektra, em histórias onde até hoje são lembradas aocarinho pelos fãs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *