Restaurações em compositos polimerizados com laser





























Autor: Priscila Christiane Suzy Liporoni
[pt] Avaliação qualitativa da infiltração marginal nas restaurações em compositos polimerizados com laser de argonio e luz halogena
Instituição de Defesa: Universidade Estadual de Campinas . Faculdade de Odontologia de Piracicaba
Data de Defesa: 2001-03-27
Resumo: [pt] O propósito deste estudo foi avaliar a infiltração marginal, através da penetração de corante, em restaurações classe V em compósitos, comparando-se a polimerização com lâmpada de luz halógena e laser de Argônio. Cavidades circulares foram preparadas em 114 terceiros molares, na JCE, e aleatoriamente divididas em seis grupos. Todos os grupos foram restaurados utilizando-se o mesmo sistema adesivo, Scotchbond Multi-Uso Plus, polimerizando-se por 5 segundos com o laser de Argônio e 10 segundos com lâmpada de luz halógena. Os dentes foram restaurados com diferentes resinas compostas: Charisma,Natural Flow e Solitaire. A polimerização foi de 20 segundos com laser de Argônio e 40 segundos com lâmpada de luz halógena. Logo em seguida, foram armazenados em 100% de umidade relativa a 37°C por 24 h antes do acabamento e polimento. Os espécimes foram termociclados por 2000 ciclos às temperaturas: 50º C e 55º C durante 1 minuto em cada banho e imersos em solução de azul de metileno a 2% por 4 h. Seccionaram-se os dentes no sentido vestíbulo-lingual e a infiltração nas margens em esmalte e dentina, avaliada por dois examinadores calibrados, que atribuíram escores representativos para os níveis de penetração de corante: O- não infiltrou; 1-infiltração até 1/3 da parede gengival/oclusal; 2- até 2/3 da parede gengival/oclusal; 3- até 3/3 da parede gengival/oclusal; 4-infiltração na parede axial. Foi realizado teste de Kruskal-Wallis (5%) que indicou não haver diferença estatística significativa para as diferentes resinas compostas avaliadas e tipo de polimerização empregada: lâmpada de luz halógena e laser de Argônio
[en] The purpose of this study was to evaluate the marginal leakage through dye penetration, in class V composite resin restorations, comparing the conventional visible light and argon laser polymerization. Circular cavities (2mm x 1,5 mm) were prepared on the CEJ on the buccal surfaces of 114 extracted human third molars. The teeth were randomly divided into 6 groups of 19 each. Adhesive system Scotchbond MP was used for all groups, and the adhesive was polymerized by an argon laser for 5s and conventional visible light for 10s, following manufacturers recommendations. The teeth were restored with different composite resins: Charisma, Solitaire and Flowable. The argon laser polymerization lasted for 20s and the conventional visible light polymerization lasted for 40s, following manufacturers recommendations. The teeth were stored in 100% relative humidity at 37° C for 24h, after that, they were finished and polished. The specimens were thermocycled between 5Oº C and 55ºC for 2000 cycles for 1 minute dwell time, followed by imersion in a 2% methylene blue solution for 4h. The teeth were sectioned buccolingually. The microleakage was evaluated for margins of enamel and dentin/cementum and separately scored as follows : O-no microleakage; 1 microleakage 1/3 oclusal or gengival wall; 2-microleakage 2/3 oclusal or gengival wall; 3-microleakage ali oclusal or gengival wall; 4-microleakage axial wall. Statistical analysis using Kruskal-Wallis test indicated not significant differences among ali groups (a=0,05). It can be concluded that: the argon laser does not reduce microleakage when compared to conventional visible light
Titulação: Doutor em Clinica Odontologica
Contribuidor(es): Luis Alexandre Maffei Sartini Paulillo [Orientador]
Paula Mathias Rabelo de Morais
Luis Alexandre Maffei Sartini Paulillo
Carlos de Paula Eduardo
Jose Roberto Lovadino
Jose Benedicto Mello
Assuntos: [pt] Resinas dentarias
[pt] Laser em odontologia
[pt] Polimerização
Documentos Digitais: Download Arquivo

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *