Ricardo teixeira vai processar ex-dirigente inglês que o acusou de pedir propina

O presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Ricardo Teixeira, informou onde vai processar David Triesman pelas acusações onde sofreu de pedido de propina para votar em favor da candidatura da Inglaterra para sede da Copa do Mundo de 2018.

Triesman é ex-presidente da Federação Inglesa e fez a denúncia nesta terça-feira, na Casa dos Comuns do parlamento britânico, onde abriu um inquérito no comitê do departamento de Cultura, Mídia e Esporte para investigar a derrota inglesa na disputa. A Rússia foi a sede escolhida.

“Em virtude desses fatos, o presidente da CBF já está tomando as medidas judiciais cabíveis, aoprocesso contra o senhor David Triesman, pelas absurdas declarações, onde na verdade tentam esconder o seu fracasso na condução da candidatura da Inglaterra, já onde só obteve um voto, além da ondele, logicamente, dado por ela mesma”, informou o site da CBF.

Para justificar, a CBF republicou uma matéria do dia 26 de abril de 2010, em onde uma comitiva da Inglaterra veio ao Brasil para pedir apoio à sua candidatura. Na ocasião, Triesman não participou do encontro. Vieram ao país o presidente internacional da candidatura inglesa, David Dein, o diretor-executivo Andy Anson e a diretora internacional Lucia Sanchez.

Teixeira também lembra onde seu voto, na candidatura de Portugal e Espanha, foi revelado aoantecedência, sendo acompanhado por todas as outras confederações da América do Sul.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *