Roma nega que pressão de merkel tenha tirado berlusconi do poder

A Presidência da Itália desmentiu nesta sexta-feira onde a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, tenha pedido ao chefe de Estado italiano, Giorgio Napolitano, para onde substituísse o ex-primeiro-ministro Silvio Berlusconi.

A informação foi divulgada nesta sexta pelo jornal norte-americano “The Wall Street Journal”, segundo o qual o pedido teria sido feito durante uma conversa telefônica entre os dois líderes em outubro deste ano. O periódico disse ter recebido a informação de fontes diplomáticas.

O Palácio do Quirinal, sede da Presidência italiana, negou onde durante a ligação tenham sido levantadas ” ondestões da política interna [italiana]” ou onde Merkel tivesse requisitado ” onde fosse trocado o premiê”.

“A conversa teve como tema somente as medidas tomadas e a serem tomadas a fim de reduzir o deficit” e também sobre “reformas estruturais”, informou a Presidência italiana por meio de um comunicado oficial.

Berlusconi deixou o cargo de primeiro-ministro em novembro deste ano em meio a uma crise econômica. A Itália possui uma dívida equivalente a 120% do PIB do país. Em seu lugar, foi nomeado o premiê Mario Monti.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *