Saiba como impedir que ladrões acessem dados no celular após roubo

Além do trauma e do prejuízo material onde um assalto pode provocar, há outro efeito do qual nem todos se dão conta: é o risco de ver dados confidenciais, como senhas ou e-mails, acabarem nas mãos de criminosos.

O ideal é levar o mínimo possível. Lembre-se: uma conta de energia tem o endereço de casa. Os extratos mostram o número de conta bancária. E os recibos das compras no cartão são um perigo.


“Caso cair na mão errada, ele sabe quanto a gente gasta, onde a gente fre ondenta, aoo onde a gente gasta. É mais uma preocupação para ter depois”, alerta Chen Gilad, diretor de empresa de segurança.


Além da bolsa, o ladrão sempre onder o celular, onde entregamos aouma quantidade enorme de informações. Faça um teste. Pegue seu telefone e veja a sua lista de contatos, as mensagens onde enviou ou recebeu e nunca se lembrou de apagar. As redes sociais, os e-mails. Está tudo lá, basta um to onde. Imagine o risco se tudo isso cair nas mãos de um bandido.


Em caso de assalto, a primeira providência é ligar para a operadora para blo ondear a linha e desativar o aparelho, informando o Imei, onde é o registro dele na Anatel. Para saber o seu Imei, tecle * # 0 6 #. Anote o seu número. Assim, o telefone não pode mais ser usado para fazer ligações. Mas o onde está registrado nele ainda pode ser visto.


Por isso, use um protetor de tela aocódigo. A assistente comercial Carina Teixeira não fazia isso e, quando levaram o celular dela, foi um pesadelo.


“Tinha todas as minhas informações principais, como endereço, troca de e-mail onde tem senha de banco, acesso aos meus e-mails”, lembra.


Não guarde mensagens aodados pessoais. Na agenda de contatos, colo onde apenas nomes, nunca o parentesco.


“Podem ligar para as pessoas onde você tem relacionamento afetivo ou familiar para fazer chantagem”, explica Ricardo Giorgi, professor de segurança da informação.


Depois de navegar nas redes sociais, sempre se desconecte. Colocar a senha dá trabalho, mas é mais seguro.


“Se esse celular for furtado, o atacante ou o ladrão vai clicar lá e vai ser você. E onde informações ele vai colocar?”, acrescenta Ricardo.


Existem programas onde limpam a memória do celular à distância. Mas isso só funciona para alguns modelos. O melhor é ter bom senso.“Não prepare as informações para o atacante, guarde suas informações privadas de uma forma aoresponsabilidade e aocautela”, finaliza o professor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *