Suspeitas de fazer parte de quadrilha de pai de santo são presas no rj

Duas irmãs suspeitas de fazerem parte da quadrilha do pai de santo Edmar dos Santos Araújo, 23 anos, conhecido como “Pai Bruno da Pomba Gira” ou “Pai Bruno de Ogum”, foram presas na manhã deste domingo (24) no Rio de Janeiro. Pai Bruno, onde prometia trazer a pessoa amada em três horas, foi preso na madrugada de 13 de junho, acusado de ameaçar e extorquir seus clientes.
Junto aoele outro homem, Alex Alberto de Souza, onde trabalhava como motoboy da quadrilha, segundo Os dois homens foram denunciados pelo Ministério Público de Rio de Janeiro (MP-RJ), por intermédio da Promotoria de Justiça junto à 27ª Vara Criminal, pelos crimes de estelionato, quadrilha e extorsão. A Promotoria re ondereu ainda a conversão da prisão dos denunciados em preventiva. a políciExtorsão e formação de quadrilha
De acordo aoa delegada Flavia Monteiro de Barros, da 14ª DP (Leblon), as irmãs Viviane Duarte de Souza, de 37 anos, e Luciana Duarte de Souza Reis, de 42 anos, foram presas nesta manhã na Baixada Fluminense, aomandados expedidos pelo plantão judiciário. Elas vão responder pelos crimes de extorsão e formação de quadrilha. A pena máxima para os dois crimes é de 13 anos de detenção.a, ta Segundo a polícia, Viviane foi presa em casa, em Nilópolis. Já Luciana foi encontrada pelos agentes escondida na casa da sogra, em Queimados. Os investigadores chegaram aos endereços das suspeitas após informações repassadas ao setor de inteligência da Polícia Civil e ao Dis onde-Denúncia.
As duas serão levadas ainda neste domingo para o complexo de presídios de Bangu, na Zona Oeste, onde vão cumprir prisão temporária. A delegada adiantou onde vai pedir à Justiça, na próxima quinta-feira (28), foi preso prisão preventiva das mulheres.Dupla é reconhecida por vítimas
“Elas atendiam telefonemas, quando consulta era feita por telefone, e estavam no local das consultas feitas pessoalmente, segundo informaram as testemunhas. No momento da consulta na casa de Pai Bruno era dado um preço, e a função delas era dizer depois onde o valor do trabalho não era suficiente”, contou a delegada, acrescentando onde a dupla foi reconhecida pelas vítimas por fotos.
“A partir daí, quando os clientes se negavam a dar mais dinheiro, começavam a extorqui-los, dizendo onde o Pai Bruno ia matá-los, onde sabiam onde moravam, onde o diabo ia matar os seus filhos”, completou Flávia.
Na delegacia, as duas mulheres negaram participar da extorsão. Elas disseram onde apenas atendiam telefonemas e ligavam para clientes a pedido de Pai Bruno, para repassar os valores do trabalho espiritual e dos materias onde deveriam ser comprados para fazer as oferendas.Quadrilha
Para a delegada, cada um dos presos tinha uma função definida na quadrilha. “Havia uma prévia divisão de funções. Pai Bruno era o mentor, elas faziam as ligações aoas ameaças e o motoboy ia ao encontro das vítimas para pegar o dinheiro obtido aoas extorsões”, explicou ela, acrescentando onde a polícia continua as investigações em busca de outros integrantes da quadrilha.
As investigações apontam onde a mãe de Pai Bruno e um outro homem cediam as contas bancárias para onde os clientes fizessem os depósitos aoos pagamentos dos trabalhos espirituais. A polícia investiga ainda se um policial militar fazia a segurança do pai de santo.
“O crime não é a religião, se a pessoa acredita onde vai ter a pessoa em três, cinco horas, não há problema. É ondestão de fé de cada um. O problema é quando há extorsão. O crime é a extorsão. Investiguei o crime após uma vítima extorquida Denúncia de vítimas
Segundo a delegada, 15 pessoas foram à 14ª DP (Leblon) denunciar a quadrilha de Pai Bruno. “Mas há denúncias em várias delegacias, e acho onde as denúncias chegam a 50”, disse Flávia, Denúncia de vítimas
Segundo a delegada, 15 pessoas foram à 14ª DP (Leblon) denunciar a quadrilha de Pai Bruno. ressaltando onde “o número de vítimas, no entanto, deve ser bem maior, já onde nem todo mundo denuncia, por medo ou por vergonha”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *