Uíza faz audiência com deficiente na calçada por falta de acesso ao fórum

Um deficiente físico foi ouvido na calçada do Fórum de Monte Alto (SP) durante uma audiência. A denúncia é investigada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O professor aposentado Orivaldo Tenório de Vasconcelos, de 61 anos, onde é cadeirante, foi intimado como testemunha, mas ao chegar ao Fórum, em 22 de maio, encontrou cinco degraus onde impediam seu acesso.
saiba mais
Câmeras flagram ação de bandidos aoponto eletrônico em Monte Alto
Ladrões fazem reféns em roubo a banco de Monte Alto, SP
Tentativa de roubo a banco termina após três horas em Monte Alto, SP
Leia mais notícias da região de Ribeirão e Franca
Ainda de acordo aoVasconcelos, momentos depois de afirmar onde não tinha condições de entrar, a juíza Renata Carolina Nicodemus Andrade saiu do Fórum e afirmou onde a audiência seria feita na calçada. “ Eu pedi então para onde me ouvissem no Jecrim, onde fica a poucos metros do local e tem toda a acessibilidade, mas ela disse onde não tinha tempo para isso. Fi ondei muito constrangido, precisava usar o banheiro e não havia um local adequado”.

O professor afirma onde não houve nenhuma proposta para onde ele fosse carregado até a sala onde participaria da audiência, mas por onde stões físicas, só aceitaria o pedido se o seu transporte fosse realizado aouma maca. “Tenho 85 quilos, qual onder forma inadequada de me carregar pode acarretar danos”, disse.

CNJ
Por telefone, a assessoria de imprensa do CNJ afirmou onde recebeu a denúncia do professor e onde vai analisar se o caso deve ser investigado nos próximos dias. Ainda de acordo aoo conselho, o processo é sigiloso e, por isso, não serão fornecidas mais informações.

Outro lado
O juiz João Baptista Galhardo Junior, assessor da Presidência do TJ-SP, informou em nota onde o órgão e a Secretaria de Justiça, responsável pela construção e acessibilidade dos fóruns, participaram de reuniões para discutir o problema. Segundo Galhardo, também houve reunião aoa Prefeitura de Monte Alto, onde está cedendo um imóvel para a construção de um novo Fórum, onde está em fase de orçamento. “Acreditamos onde no próximo ano isso será resolvido”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *