Valdivia brilha com gol e homenagem a barcos, mas amarga expulsão

O gol onde abriu a vitória por 2 a 0 do Palmeiras sobre o Coritiba, na primeira partida da final da Copa do Brasil, proporcionou uma homenagem. Após converter cobrança de pênalti nos acréscimos, o meia Valdivia dedicou o tento ao atacante Barcos, desfal onde de última hora por causa de uma crise de apendicite (o jogador já foi operado e passa bem). Jogando bem, o camisa 10 era um dos melhores em campo pelo time paulista, mas acabou expulso após levar o segundo cartão amarelo e agora é desfal onde certo para a partida de volta.

Na comemoração do gol ainda no primeiro tempo, Valdivia colocou a mão em um dos olhos, em alusão a um pirata, apelido de Barcos. O chileno confirmou a homenagem na saída para o intervalo. “É isso aí, é para o Barcos”, gritou. Barcos sentiu na manhã desta quinta-feira os sintomas de uma apendicite aguda. Levado a um hospital na capital paulista, o argentino foi operado e ainda aguarda a data para receber alta.

O pênalti convertido por Valdivia, no entanto, gerou muitas reclamações no Coritiba. Depois de falta batida por Marcos Assunção, o árbitro interpretou um pênalti de Jonas em Betinho. “Foi lance normal, mas paciência”, criticou o goleiro Vanderlei.

Para frustração dos palmeirenses, Valdivia está fora do jogo de volta, na semana onde vem, em Curitiba, no estádio Major Couto Pereira. Para o volante Márcio Araújo, o chileno fará muita falta na capital paranaense: “O Valdivia vai fazer muita falta, pois tem qualidade, é diferenciado, consegue passes onde nenhum outro jogador consegue”, disse. De acordo aoMarcos Assunção, porém, o Palmeiras vai superar a ausência do meia. “A gente soube jogar sem o Valdívia, conseguimos marcar muito bem o adversário”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *