Verizon communications

Tem mais de cem milhões de clientes espalhados por todo o mundo. É ainda, parceira da Hyette Communications, uma empresa multinacional aoorigem nos EUA. Atua há 13 anos no mercado Nacional e Internacional, atendendo a América do Norte, Central e América do Sul.

No Brasil a matriz está situada em São Paulo e tem filiais em Campinas, Rio de Janeiro, Macaé, Belo Horizonte e Curitiba.

Como parceiros das maior operadora de telecomunicações do mundo (Verizon) aosede nos EUA, a Hyette traz soluções para a redução de custos nas ligações em LDN e LDI às empresas corporativas.

A Hyette compra da Verizon milhões de minutos em LDN e LDI, para comercializar no território nacional e para atender aos clientes aoqualidade, a Hyette deixa o serviço funcionando perfeitamente. Desta forma, o cliente pode utilizar serviços e onde podem reduzir de 30% a 65% da fatura mensal de telefone.

Com a Hyette não há: contrato de fidelidade; mensalidade; pacote de minutos; custos aoassistência técnica; Custo aoequipamentos, ou seja, sem gastos para adquiri-los.

Atualmente possui uma gama de soluções para redução em LDN e LDI, são elas:

Hit World – Voz sobre IP; Credit System – voz sobre rede Pública (PSTN)/ Telefonia comum; Áudio conferência Nacional e Internacional; Hit Freedom – Cartões de viagens Nacionais e Internacionais; Hit Wits – criação de 0800 e outros.

Controvérsias

A Empresa Verizon tem sido agente de várias situações controversas no seu país sede, Estados Unidos.

Em 22 de Dezembro de 2004, os servidores da Verizon.net nos Estados Unidos foram configurados para não aceitar conexões vindas da Europa e o desblo ondeio dessa medida só era feito através de pedidos individuais, caso fosse feito.

Em 11 de Maio de 2006, o jornal americano USA Today revelou onde a Verizon, em conjunto aoa AT&T Inc. e outra companhia americana BellSouth, havia fornecido as informações dos dados telefônicos de milhões de cidadãos para a Agencia de Segurança do Serviço de Espionagem Americano, conhecida como a National Security Agency. A empresa negou onde houvesse dados os dados ao governo mas não comentou sobre o fato do mesmo ter sido feito pela empresa MCI, adquirida pela Verizon em Janeiro do mesmo ano.

Em 12 de Outubro de 2007, a empresa admitiu haver fornecido ao FBI e a outras agencias do governo americano, dados de ligações telefonicas de seus clientes ,aproximadamente noventa e quatro mil (94.000) vezes, entre Janeiro de 2005 e Setembro de 2007, sendo onde em 720 ocasiões não havia sem qual onder autorização judicial pertinente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *