Você sabe o que é empreender?

O empreendedorismo é o objetivo de muitas pessoas que querem ter o próprio negócio e conquistar a independência financeira.

Atualmente, principalmente por conta da crise econômica e das altas taxas de desemprego que assolam o país, temos ouvido falar muito sobre o empreendedorismo.

Até mesmo para quem está empregado, ter características empreendedoras é sinônimo de sucesso na carreira. Por isso, é comum pensar que as pessoas nascem empreendedoras, o que nem sempre é verdade.

Isso porque empreender tem um significado muito mais amplo, o que leva à necessidade de entender que as características necessárias para ser um empreendedor podem ser desenvolvidas.

Ou seja, com o passar do tempo, uma pessoa pode adquirir as habilidades necessárias para empreender e ter um negócio de sucesso.

No mercado atual e, principalmente, com as oportunidades trazidas pela internet, ficou muito mais fácil para as pessoas abrirem o seu próprio negócio.

Apesar de alguns se sentirem inseguros e temerem os riscos que o empreendedorismo traz, sabendo como fazer fica muito mais fácil, com grandes chances do negócios prosperar. 

Por isso, neste artigo vamos falar sobre o que é ser empreendedor, o que é empreender, se existe uma idade certa para isso e atividades que se classificam nesse ramo.

O que é ser um empreendedor?

Empreendedor pode ser classificado como aquela pessoa que enxerga, promove e também aproveita novas oportunidades de negócios. Isso implica em assumir riscos para colocar em prática planos e ideias.

Por conta disso, é comum que as pessoas acreditem que só é empreendedor quem cria algo novo, mas isso não é verdade.

Um exemplo disso são pessoas que, em seu próprio ambiente de trabalho, buscam maneiras melhores e mais inovadoras em soluções para as atividades executadas diariamente.

Essas pessoas também podem ser consideradas empreendedoras, mesmo trabalhando em empresas consolidadas.

No Brasil, o número de empreendedores que investem em doces personalizados boteco e muitos outros modelos de negócio cresce cada vez mais.

Esse crescimento pode ser percebido a partir de ideias estratégicas e criativas, e por conta de pessoas que buscam entregar cada vez mais valor aos consumidores. 

Dentre as principais características de um empreendedor podemos citar:

  • Está sempre em busca de aprender;
  • Percebe oportunidades ao redor;
  • Trabalha com eficiência e qualidade;
  • Tem boa comunicação;
  • Sabe estabelecer metas;
  • Separa a vida pessoal da profissional;
  • Entre outros pontos.

A partir disso, é possível definir melhor, bem como entender com mais facilidade o que é empreender.

O que é empreender?

Fazendo uma rápida pesquisa na internet, é possível encontrar muitos conceitos acerca do que é empreender. 

A maioria dos resultados está relacionada a negócios, mas a verdade é que o empreendedorismo é mais do que isso.

Sendo assim, empreender é mais do que abrir um negócio importante e de sucesso, como venda de sorvete gourmet

Trata-se de uma autonomia que a pessoa tem para criar algo diferente e de valor, comprometendo-se e dedicando-se a ele.

Nisso, a pessoa assume riscos financeiros e sociais para levar suas ideias adiante, confiante de que elas trarão benefícios para a sociedade como um todo.

Para empreender, é necessário que haja uma pessoa ou um grupo de pessoas que usam suas melhores competências para gerir um negócio de sucesso. 

Além disso, para ser um empreendedor de sucesso, você precisa de: 

Autonomia

Ela é importante para a tomada de decisões relacionadas ao negócio, seja este uma fábrica ou um chaveiro de carros antigos

Somente ela traz a capacidade necessária para assumir as responsabilidades de empreender.

Dedicação

Não tem como empreender se não houver muito comprometimento e dedicação. 

É necessário otimismo e coragem para levar o negócio adiante, e aliados à dedicação, os desafios são enfrentados com engajamento.

Diferenciação

O verdadeiro ato de empreender também está relacionado a se diferenciar no mercado. 

Veja bem, não estamos falando de oferecer um produto novo, que ninguém mais ofereça, estamos falando de se diferenciar nas atitudes.

A diferenciação pode estar presente na estrutura do negócio, no atendimento ao cliente, na logística de distribuição e em muitos outros fatores. Tudo que tenha caráter inovador se encaixa na natureza empreendedora.

Ainda há muitas pessoas que acreditam que para que o empreendedor dê certo, ele precise ser mais novo ou mais velho, o que não é verdade.

Existe idade certa para empreender?

Algumas pessoas acreditam que para empreender e começar o próprio negócio, a melhor idade é quando se está na faculdade, pois as ideias estão frescas.

Já outras pessoas acreditam que com o passar da idade e o acúmulo de experiências vem o conhecimento necessário para fazer um negócio, como venda de extintor dar certo. No entanto, para especialista no assunto, não existe idade certa.

A faixa etária que mais abre empresas no país está entre 25 e 34 anos, no entanto, também há pessoas mais jovens que estão cada vez mais participativas quando o assunto é empreender.

De fato, as pessoas mais jovens são mais dispostas a assumir riscos, porque estão mais próximas da inovação e não têm muito a perder.

Já as pessoas mais velhas possuem mais experiência e capital. Dessa maneira, pode-se entender que em todas as idades existem vantagens para começar um negócio. 

Na verdade, depende mesmo é do grau de desenvolvimento do perfil empreendedor.

Aos 20 e poucos anos, as pessoas enxergam o empreendedorismo como uma grande aventura. São pessoas jovens e curiosas, que não têm medo de correr riscos, mas que podem sofrer um pouco com a falta de experiência.

Aos 30 anos, as pessoas já possuem uma vivência maior, dominando muitas atividades. Mesmo assim, enfrentam algumas dificuldades quando o assunto é gestão.

Já aos 40 anos as pessoas possuem um número maior de informações, conhecimentos e vivências, que são fundamentais e ajudam no sucesso de vários tipos de negócio, como empresas que organizam viagem de balão.

Quando chegam aos 50 anos, as pessoas já passaram por uma longa jornada em suas carreiras e desejam sair do mercado de trabalho. Para elas, empreender significa se manter ativo, mas de maneira mais independente e prazerosa.

Dentre as oportunidades que o empreendedorismo traz às pessoas estão diferentes possibilidades de atividades, como lojas de extintor Co2 6kg e, inclusive, confeccionar seus próprios produtos.

Empreender produzindo a própria mercadoria

Muitas pessoas têm dúvidas se, ao produzirem a sua própria mercadoria, estarão empreendendo.

Para isso, é só pensar nos muitos produtos e serviços que consumimos hoje, pois todos os eles já foram inovações no mercado e são fabricados por alguém.

Para se ter uma ideia, existe um mercado promissor que tem se tornado uma grande aposta em empreendedorismo: a fabricação de cervejas artesanais.

Obviamente, outros modelos de negócio, como encomenda de brigadeiros também são muito promissores, mas o mercado de cervejas artesanais cresce continuamente.

Isso acontece, porque o Brasil é um dos maiores consumidores de cerveja do mundo, sendo que, na última década, a produção de cerveja cresceu quase 65%.

Anos depois, esse negócio continua em franca expansão, colocando o Brasil em terceiro lugar como maior produtor de cerveja do mundo. 

Estamos superando, até mesmo, países como a Alemanha, conhecida por fabricar as melhores cervejas.

Sendo assim, uma pessoa que deseja fabricar a própria bebida pode sim ser considerada empreendedora, assim como uma que revenda biquíni de crochê com elástico colorido.

Outro exemplo é apostar na confecção de uniformes escolares. Essas confecções ofertam a alunos de escolas do país inteiro as vestimentas necessárias para frequentar a escola.

Pessoas que se dedicam à fabricação desses uniformes dispõem de investimento em material, equipamentos, espaços e funcionários para a confecção.

Mesmo que ela seja feita dentro de casa, pode ser considerada um empreendimento e de muito valor, afinal, os uniformes escolares são muito importantes, tanto em escolas públicas quanto particulares.

O mesmo exemplo se aplica a vendas de doces, bolos e salgados para festas. Esse nicho de atuação está em forte expansão pelo Brasil há muitos anos, afinal, são itens obrigatórios em qualquer festa de aniversário, casamento, etc.

As pessoas que se dedicam a preparar esses alimentos também são empreendedoras, principalmente se oferecerem algum diferencial, como um atendimento especializado em festas de debutantes, por exemplo.

Trabalhos artesanais também podem ser considerados empreendedorismo. Os artesãos também buscam oportunidades e têm iniciativa.

Eles são persistentes e acreditam no diferencial e nas vantagens oferecidas pelos produtos que produzem. 

Eles assumem riscos calculados e também sabem que seu trabalho precisa ter qualidade, de acordo com as exigências do consumidor.

Tais atividades demonstram que, além de poder produzir sua própria mercadoria, os empreendedores têm diante de si uma infinidade de possibilidades. 

Para aproveitá-las, basta um pouco de coragem e muita persistência para que o negócio dê certo.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *