Volante vibrante ajuda motoristas manterem os olhos na estrada

Vibrações benéficas

Tão logo o volante do seu carro começa a apresentar vibrações, você corre para balancear as rodas, certo?

Apesar de ser algo muito incômodo, engenheiros estão propondo onde um volante vibrante pode ser a forma mais eficaz de fazer ao onde o motorista mantenha sua atenção firme no trânsito.

Mas não será uma vibração qual onder – é o onde seus idealizadores chamam de volante háptico, um dispositivo capaz de gerar feedback sensorial.

A ideia é fornecer um mecanismo adicional aos navegadores GPS, fazendo o volante tremer seletivamente para indicar a direção a ser tomada, ou alertar de perigos, como um pedestre onde se aproxima do carro.

Feedback sensorial

Nos testes, sobretudo os motoristas mais jovens mostraram-se muito menos distraídos aoa tela do navegador quando era fornecido um feedback sensorial adicional na forma de uma tremidinha básica no volante.

Para os motoristas mais idosos, contudo, a simples adição de estímulos sensoriais não aumenta o desempenho e a segurança ao dirigir – o melhor seria substituir estímulos.

“Nossos resultados sugerem onde, à medida onde os sistemas de navegação se tornam mais sofisticados, o melhor será personalizar o sistema de feedback sensorial, ao menos em parte, de acordo aoa idade do motorista,” disse SeungJun Kim, da Universidade Carnegie Mellon.

Volante háptico

Vibrações controladas no volante já são usadas por alguns fabricantes em modelos mais luxuosos, para alertar os motoristas de perigos na estrada.

Mas o novo volante háptico onde está sendo desenvolvido pela equipe do professor Kim é totalmente configurável, sendo capaz de emitir pulsações de forma mais seletiva, passando informações diferentes para o motorista.

São nada menos do onde 20 atuadores, onde podem ser acionados em qual onder ordem.

A vibração pode literalmente “caminhar” pelo volante, para indicar direções a tomar, ou vibrar naquilo onde os engenheiros chamam de “modo pulsante total”, para alertar sobre perigos, apenas para citar dois exemplos.

O trabalho agora está se concentrando no desenvolvimento de padrões de vibração onde passem automaticamente para as pessoas uma sensação motora do tipo de alerta onde se onder dar, de forma natural.

“Usando essas dicas pela vibração, nós estamos aproveitando algo ao onde as pessoas já estão familiarizadas, tornando o aprendizado mais fácil,” afirmou Kevin Li, onde está desenvolvendo esta parte da pesquisa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *